PUBLICIDADE
Topo

Messi sai do banco, Barcelona vence e mantém vantagem na ponta do Espanhol

 REUTERS/Albert Gea
Imagem: REUTERS/Albert Gea

Do UOL, em São Paulo

20/01/2019 19h40

O Barcelona fez o seu dever de casa e bateu o Leganés por 3 a 1, neste domingo (20), no Camp Nou, em confronto válido pela 20ª rodada do Campeonato Espanhol. O resultado faz com que os catalães permaneçam isolados na liderança do torneio nacional. Dembélé, Suárez e Messi marcaram para os blaugranas, enquanto Braithwhaite anotou o gol solitário dos visitantes.

Com Messi preservado, o Barcelona encontrou dificuldades para organizar suas jogadas. Coube a Dembélé, então, ser o protagonista da etapa inicial. No segundo tempo, no entanto, o Leganés empatou e o técnico Ernesto Valverde precisou colocar Messi em campo. O argentino não desapontou e foi fundamental para a vitória dos donos da casa.

O triunfo deixa a equipe azul-grená com 46 pontos, mantendo a diferença de cinco para o segundo colocado Atlético de Madri, que derrotou o Huesca, no sábado. O Leganés, por sua vez, segue na parte de baixo da tabela, lutando pela sobrevivência na primeira divisão.

Agora, o Barça volta as suas atenções para a Copa do Rei. Na quarta-feira (23), o time de Messi e companhia enfrenta o Sevilla, fora de casa, pelo jogo de ida das quartas de final. Já o Leganés só entrará em campo no sábado (26), quando recebe o Eibar, pela La Liga.

O melhor: Messi

O argentino entrou no segundo tempo e mudou a cara do jogo. Participando do segundo gol e anotando o terceiro, o astro foi fundamental para a recuperação do time blaugrana no jogo.

Entre os melhores, vale destacar a atuação de Dembélé, que assumiu o protagonismo enquanto o Barça esteve sem Messi. 

O pior: Piqué

A defesa do time da Catalunha foi pouco exigida, mas quando foi necessária, falhou. O zagueiro Piqué, no lance do único do gol Leganés, chegou atrasado para combater Braithwhaite e viu o atacante balançar as redes sem fazer nada. Vermaelen, seu companheiro, no entanto, fez um importante corte nos minutos finais do jogo.

Messi fica no banco contra o Leganés - Josep LAGO / AFP - Josep LAGO / AFP
Imagem: Josep LAGO / AFP

Messi começa a partida no banco

Artilheiro dos blaugranas, o camisa 10 do Barcelona foi preservado por Ernesto Valverde e iniciou o embate entre os reservas. Pensando no mata-mata da Copa do Rei, o técnico também poupou Lenglet e Rakitic. Em entrevistas durante a semana passada, o treinador dos Culés já havia sinalizando que faria um rodízio entre os jogadores, visando preservá-los para a fase derradeira da temporada.

Catalães sentem falta de Messi e Rakitic

O Barcelona encontrou dificuldades no começo do jogo. A tarefa de tramar as jogadas sem Messi e Rakitic tornou-se mais complicada com a postura extremamente defensiva do Leganés, que posicionou uma linha com cinco defensores próxima à outra de quatro atletas em seu campo.

Com pouco espaço, os blaugranas finalizaram ao gol pela primeira vez somente aos 26, em cobrança de falta de Suárez, facilmente defendida por Picho Cuéllar. Antes disso, o uruguaio já havia recebido passe de Dembélé e finalizado para fora. 

Dembélé comemora gol contra o Leganés - REUTERS/Albert Gea - REUTERS/Albert Gea
Imagem: REUTERS/Albert Gea

Dembélé aproveita contragolpe e abre o placar

Dembélé foi o jogador mais ativo do primeiro tempo, arriscando lances individuais e até aplicando uma "caneta" no adversário, aos 7 minutos. Sua boa atuação foi coroada com gol aos 31 minutos, quando o francês recebeu de Piqué, puxou contra-ataque, tabelou com Alba e, de primeira, chutou para marcar. A bola ainda tocou na trave antes de entrar. 

Suárez simula pênalti - LAGO / AFP - LAGO / AFP
Imagem: LAGO / AFP

VAR não marca pênalti; Coutinho desperdiça "presente"

Suárez tentou ludibriar a arbitragem ao se atirar na área em dividida com o arqueiro dos visitantes. O árbitro, então resolveu consultar o VAR (Árbitro de Vídeo), que mandou o jogo seguir, mas não advertiu o atacante com o amarelo.
Antes do intervalo, Coutinho avançou por dentro e recebeu um belo passe de Dembélé, mas chutou para fora a chance de aumentar a vantagem catalã. 

Quem não faz, toma: Leganés empata

Na volta do intervalo, o Barcelona continuou melhor e não ampliou por questão de centímetros. Inspirado, Dembélé tocou de letra para Coutinho, que finalizou raspando a trave, aos 3. Minutos mais tarde, veio o castigo: em rara jogada ofensiva, Braithwaite recebeu cruzamento da direita e colocou para o fundo do gol, deixando tudo igual.

Messi entra e salva o Barcelona

Após levar o empate, o Barcelona ficou assustado e viu o Leganés crescer o jogo. Percebendo isso, Valverde colocou Messi e Rakitic em campo. As entradas surtiram efeito e o argentino foi decisivo. Em sua primeira jogada, o camisa 10 acertou o travessão do goleiro. No rebote, Suárez trombou com o arqueiro e completou para o fundo do gol. Nos acréscimos, Messi deixou a sua marca ao receber de Alba e bater no alto, de maneira indefensável para Picho.

Ter Stegen completa centésima partida no Barça 

O camisa número 1 da equipe catalã atingiu a marca de 100 jogos vestindo as cores do time azul-grená. Em homenagem, o Barcelona postou um vídeo de Ter Stegen em seu twitter antes da partida começar. Ex-Borussia Monchengladbach, o alemão foi adquirido pelo clube em 2014.  

FICHA TÉCNICA
BARCELONA 3 X 1 LEGANÉS

Data e hora: 20 de janeiro, às 17h45 (de Brasília)
Local: Camp Nou, na Catalunha (Espanha)
Árbitro: Ricardo de Burgos
Auxiliares: Roberto Díaz e Jon Núñez
Gol: Dembélé, aos 31 do primeiro tempo (Barcelona), Suárez, aos 25 do segundo tempo e Messi, aos 47 do segundo tempo; Braithwhaite, aos 12 do segundo tempo (Leganés)
Cartão amarelo: Sergio Busquets, Aleñá e Sergi Roberto (Barcelona); Braithwhaite, Tarín e Omerou (Leganés)
BARCELONA: Ter Stegen; Sergi Roberto, Piqué, Vermaelen e Alba; Sergio Busquets, Arthur (Rakitic) e Aleñá (Messi); Coutinho, Dembélé (Malcom) e Suárez. Treinador: Ernesto Valverde.
LEGANÉS: Picho Cuéllar; Sievas, Omeruo e Tarín; Nyom, Mikel Vesga (El Zhar), Recio, Silva e Óscar Rodríguez (Erazo); Braithwhaite (Santos) e Nesyri. Treinador: Mauricio Pellegrini.