PUBLICIDADE
Topo

Messi entra no segundo tempo e ajuda Barcelona a arrancar empate em casa

Albert Gea/Reuters
Imagem: Albert Gea/Reuters

Do UOL, em São Paulo (SP)

29/09/2018 13h13

O Barcelona voltou a tropeçar para um adversário da parte de baixo da tabela no Campeonato Espanhol. Na manhã deste sábado (29), o time catalão entrou em campo sem Messi, poupado para a Liga dos Campeões, e arrancou empate no fim em 1 a 1 com o Athletic Bilbao – que começou a rodada em 16º lugar. Quase 80 mil torcedores acompanharam o jogo no Camp  Nou.

De Marcos abriu o placar para o Bilbao no primeiro tempo. Aos 38 da segunda etapa, Munir achou o empate após grande jogada de Lionel Messi, que começou a partida no banco e entrou no lugar de Vidal. Com o resultado, o Barcelona foi a 14 pontos, corre o risco de perder a liderança e pode ser ultrapassado por Real Madrid, Alavés, Atlético e Sevilla até o fim da rodada. Na semana passada, o time havia perdido para o lanterna Leganés por 2 a 1.

Agora, o Barcelona dá uma pausa no Espanhol e volta as atenções para a Liga dos Campeões, em que enfrenta o Tottenham na quarta-feira, no Wembley, pela segunda rodada. O próximo compromisso no torneio nacional será no domingo (7), contra o Valencia. Já o Bilbao, que saltou para 14º lugar, recebe o Real Sociedad em San Mamés.

Bilbao aposta em retranca
O maior destaque do jogo foi a solidez da defesa do Bilbao, que se fechou e tirou os espaços do Barcelona. O goleiro Simón, com três defesas importantes, fez sua parte quando a zaga não chegava a tempo. Já no ataque, Williams deu velocidade às jogadas do Bilbao e levou perigo, embora não tenha participado do gol. Do lado do Barcelona, Messi entrou e mudou o panorama. Foi dele a jogada do gol de empate. O craque argentinou continuou martelando e colocou seus companheiros na cara do gol até o fim, mas eles não aproveitaram. 

O goleiro Simón fez boas defesas ao longo da partida - PAU BARRENA/AFP - PAU BARRENA/AFP
O goleiro Simón fez boas defesas ao longo da partida
Imagem: PAU BARRENA/AFP

Suárez e Coutinho: muito esforço, pouco gol
Não faltou esforço por parte de Suárez e Coutinho. A dupla criou as jogadas mais perigosas do Barcelona antes da entrada de Messi e teve muitas chances de definir. Só não foi capaz de converter os lances em gols. Jogando aberto pela esquerda, o brasileiro ajudou a desafogar os lances, porém a dupla parou na retranca do Bilbao e nos próprios erros de pontaria. No segundo tempo, quando o Bilbao já vencia, Coutinho recebeu cruzamento de Dembelé e chutou no travessão, só que Suárez não chegou a tempo para o rebote. Piqué também merece menção entre os piores por erros bobos, como de passe. Ele foi criticado por Messi por acionar Suárez em posição irregular no fim.

Messi muda o panorama do jogo
O compromisso contra o Tottenham pela Liga dos Campeões fez o técnico Valverde poupar o camisa 10 e Busquets, que começaram no banco. Porém, com a derrota parcial no intervalo, os dois foram lançados nos lugares de Vidal e Sergi Roberto. O Barcelona criou mais e levou mais perigo com os dois em campo, e o Bilbao reagiu apertando ainda mais a marcação. Aos 38, Messi recebeu passe ruim de Suárez, carregou a bola até a área e chutou nas mãos de Simón. No rebote, Munir bateu rasteiro e deixou tudo igual. E o argentino ainda deixou Rakitic duas vezes na cara do gol na reta final. 

Barcelona fica com a bola, mas cria pouco
O Barcelona começou dominando as ações. Logo no primeiro minuto de jogo, Coutinho fez grande jogada, tabelou com Suárez e recebeu na área, mas foi bloqueado pela zaga do Bilbao. Na sequência, o uruguaio tirou tinta da trave em cobrança de falta. Parecia que os donos da casa dominariam as ações – e foi o que ocorreu, com exceção de alguns lampejos de Williams. O Barça manteve a posse, mas, sem Busquets e Messi, teve dificuldade para furar o sistema defensivo rival e criou poucas chances reais no primeiro tempo. As melhores saíram pelos pés de Suárez e Coutinho. O primeiro parou no goleiro Simón, já para o brasileiro faltou pontaria.

Quem não faz...
Encaixotado em seu campo de defesa, o Bilbao se destacou pela disciplina na marcação e chegou pouco ao ataque. O time teve um lampejo dos 11 aos 16 minutos e criou três chances perigosas em sequência com o veloz Williams – na melhor delas, o atacante driblou Ter Stegen e foi bloqueado por Vidal no momento da finalização. Para piorar, o zagueiro Martínez sentiu uma lesão muscular e precisou ser substituído por Nolaskoain. O Barcelona dominava o jogo quando, aos 40 minutos, Dani García levantou na área para De Marcos, que recebeu nas costas de Sergi Roberto e só completou para a rede.

Faltou fair play?
Os jogadores e a torcida do Barcelona reclamaram muito do tento marcado por De Marcos. Sergi Roberto, que estava na marcação do lateral e não conseguiu acompanhar, ergueu a mão para protestar. Segundo os catalães, faltou fair play por parte do Bilbao, já que dois atletas estavam caídos no lance que originou o gol.

Estrela de Valverde brilha
Com a derrota parcial no intervalo, algo que não acontecia com o Barcelona desde janeiro, Ernesto Valverde lançou Messi e Busquets. O domínio do Barcelona ampliou, apesar da contínua dificuldade de transformar os lances de perigo em gols. Aos 34 minutos, Valverde sacou Dembelé e lançou o atacante Munir, que aproveitou uma jogada de categoria de Messi para deixar tudo igual.

Ainda teve gol anulado
Piqué, que passou a atuar mais adiantado, deu passe para Suárez e o uruguaio marcou. Mas já não valia mais nada: o camisa 9 foi flagrado em posição de impedimento. O Barça seguiu pressionando até o fim, com contra-ataques perigosos, mas Rakitic desperdiçou duas seguidas. Empate no Camp Nou. Após o apito, Messi reclamou com o juiz e levou cartão amarelo. 

Messi levou amarelo por reclamação após o fim do jogo - Manu Fernandez/AP - Manu Fernandez/AP
Messi levou amarelo por reclamação após o fim do jogo
Imagem: Manu Fernandez/AP


Brasileiros no banco
Só Coutinho representou as cores verde e amarelo em campo. O garoto Malcom nem sequer foi relacionado para o jogo. Ele entrou no segundo tempo da derrota para o Leganés, na última quarta-feira, e desta vez foi cortado sem nenhuma justificativa médica. Arthur e Rafinha ficaram no banco.

Ter Stegen completa 150 jogos e Barcelona segue invicto em casa
A partida deste sábado também ficou marcada por um número histórico do goleiro Ter Stegen, que chegou a 150 partidas com a camisa do Barcelona. Além disso, o time chegou a 40 jogos sem derrota no Camp Nou, igualando a terceira maior marca do clube do quesito. O recorde é de 67 partidas invictas em casa. 

FICHA TÉCNICA
BARCELONA 1 X 1 ATHLETIC BILBAO

Data e hora: 29/09/2018, às 11h15 (de Brasília)
Local: Camp Nou, em Barcelona (ESP)
Público: 78.015 torcedores
Gols: De Marcos, aos 40’ do primeiro tempo; Munir aos 38’ do segundo tempo
Cartões amarelos: Yeray Álvarez, Dani García, Rakitic, Busquets e Messi
 
BARCELONA: Ter Stegen; Semedo, Piqué, Lenglet e Jordi Alba; Vidal (Messi), Rakitic, Sergi Roberto (Busquets); Dembélé (Munir), Suárez e Philippe Coutinho
Técnico: Ernesto Valverde

ATHLETIC BILBAO: Simón; De Marcos, Martínez (Nolaskoain), Álvarez e Balenziaga; Dani García, Beñat (San José), Berchiche e Raúl García; Susaeta e Williams (Aduriz).
Técnico: Eduardo Berizzo