Topo

Futebol


R. Moura 'salva' e Inter arranca empate com Cuiabá na Arena Pantanal

Do UOL, em Porto Alegre

01/05/2014 21h26

O Internacional perdia para o Cuiabá até os 41 minutos do segundo tempo, nesta quinta-feira, na Arena Pantanal. Além da derrota, o Colorado jogava mal e tinha escapado de levar outros gols do time da casa. Mas Rafael Moura, artilheiro do time no ano, salvou os gaúchos de um tropeço. Dentro da grande área, o camisa 11 garantiu o escore de 1 a 1 - Washington anotou antes, no jogo de ida da segunda fase da Copa do Brasil.

O empate acaba tendo gosto de vitória para o Inter. Durante boa parte do confronto, o Colorado não foi efetivo e ainda falhou muito na marcação. O time do Cuiabá perdeu ao menos três boas chances para liquidar o confronto.

Com o placar, o Inter joga pela vitória simples ou empate sem gols no jogo da volta, dia 15 de maio no Beira-Rio, para seguir na competição. Já o Cuiabá precisará vencer ou então empatar por dois gols ou mais.

Palco de quatro jogos da Copa do Mundo, a Arena Pantanal teve grande presença de colorados. A colônia gaúcha no Mato Grosso é a explicação para quase 10 mil camisas vermelhas nas arquibancadas.

Mas mesmo com apoio de milhares de torcedores, o Internacional não se sentiu em casa. O Cuiabá começou a partida com uma forte marcação e induzindo o Colorado ao erro. A única chance vermelha em todo o primeiro tempo aconteceu aos seis minutos, quando Alex entrou na área e chutou rasteiro. A bola foi cortada por um zagueiro antes de chegar ao goleiro.

Enquanto o Inter se perdia na frente, sem contundência e com marcação frouxa, o Cuiabá crescia nos contra-ataques. Diego Torres, Gilsinho e Washington eram os responsáveis pelas saídas rápidas do time da casa.

Com a defesa exposta, pelos erros e contra-ataques e descuido na recomposição, o Inter vazou aos 25 minutos. Ruan disparou pela esquerda e cruzou. Todos os marcadores do Colorado ficaram parados e Washington bateu de primeira, no canto esquerdo de Dida: 1 a 0 para o Cuiabá.

O gol da equipe que disputa a Série C do Brasileirão fez o Inter aumentar seus problemas. Antes apenas sem profundidade, o time de Abel Braga passou a ser afoito. E escapou por pouco de um segundo gol. Dida saiu errado, foi driblado e Diego Torres, na sobra, chutou por cima do gol vazio.

“A equipe deles está sabendo marcar bem nossos principais jogadores. Vamos ter que nos mexer”, disse o volante Willians. “Eles estão fechados atrás da linha da bola e agora vão se retrancar mais”, apontou Rafael Moura.

No intervalo, Abel Braga sacou Gilberto e colocou Jorge Henrique improvisado na lateral. Além da substituição, o Inter começou o segundo tempo com mais volúpia. D’Alessandro arriscou dois chutes, mas sem pontaria.

A falta de chances obrigou Abel a mexer outra vez. Antes dos 20 minutos, Wellington Paulista entrou na vaga de Alex e deixou o Colorado muito mais ofensivo. Apesar da segunda troca, o Cuiabá seguiu mais perto de ampliar o escore. Diego Torres perdeu duas grandes oportunidades. Em uma delas Dida precisou sair do gol para salvar.

No desespero, o Inter viu Valdívia entrar na vaga de Alan Patrick. Com mais intensidade, o Colorado enfim conseguiu marcar. Fabrício dominou o cruzamento da direita e serviu Rafael Moura. O camisa 11 matou no peito e chutou ainda no ar - na saída do goleiro: 1 a 1.

N. Hamburgo vence. Santa Rita classifica

No estádio do Vale, o Novo Hamburgo fez valer o fator mando de campo e venceu o J. Malucelli por 1 a 0. O gol da vitória foi marcado por Juba, no segundo tempo. Na partida de volta, dia 7, o time gaúcho pode até empatar que garante classificação inédita à terceira fase.

Já no Rio Grande do Norte, o Potiguar não conseguiu reverter a desvantagem. O Santa Rita, que já havia vencido a partida de ida por 2 a 0, ganhou outra vez e de goleada: 5 a 2. Destaque para Rafael Silva, que marcou duas vezes.

CUIABÁ 1 X 1 INTERNACIONAL

CUIABÁ
Willian Alves, Éder Sciola, Diego Macedo, Samuel e Ruan; Mirita, Bosco; Washington (Vinícius Kiss), Diego Torres (Moisés) e Gilsinho; Cleverson (Diego Oliveira)
Técnico: Luciano Dias

INTERNACIONAL
Dida; Gilberto (Jorge Henrique), Paulão, Ernando e Fabrício; Willians, Aránguiz, Alex (Wellington Paulista), D'Alessandro e Alan Patrick (Valdívia); Rafael Moura
Técnico: Abel Braga

Data: 01/05/2014 (quinta-feira)
Local: Arena Pantanal, em Cuiabá (MT)
Árbitro: Rodrigo Batista Raposo (DF)
Auxiliares: Daniel da Silva Andrade (DF) e Eduardo Gonçalves da Cruz (MS)
Público: 22.443 (17.421 pagantes)
Renda: R$ 942.790,00
Cartões amarelos: Washington (CUI); Alex e Rafael Moura(INT)
Gols: Washington, aos 25 minutos do primeiro tempo; Rafael Moura, aos 41 minutos do segundo tempo.

Futebol