PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Santos mantém "bicho" e atende exigências de Cuca por sonho de Libertadores

Diretoria atendeu pedido pra mandar jogos contra Botafogo e Galo na Vila, além de logística  - Ivan Storti/SantosFC
Diretoria atendeu pedido pra mandar jogos contra Botafogo e Galo na Vila, além de logística Imagem: Ivan Storti/SantosFC

Samir Carvalho

Do UOL, em Santos (SP)

21/11/2018 04h00

Apesar de quatro derrotas consecutivas (Palmeiras, Chapecoense, Flamengo e América-MG), o Santos entra em campo diante do Botafogo, nesta quarta-feira, às 21h (de Brasília), na Vila Belmiro, em jogo válido pela 36ª rodada do Campeonato Brasileiro, sonhando com a vaga na Copa Libertadores da América de 2019.

O sonho ficou mais distante, porém a diretoria ainda acredita na classificação e, por isso, manteve a premiação na reta final da competição. Segundo apurou o UOL Esporte, os dirigentes pagam R$ 10 mil por vitória e até R$ 60 mil por profissional em caso de classificação para a competição continental.

Além disso, a diretoria santista alega que atendeu a todos os pedidos do técnico Cuca para ajudar no objetivo. Inicialmente, o presidente José Carlos Peres pretendia “mandar” os jogos contra Botafogo e Atlético-MG no Pacaembu e, inclusive, chegou a confirmar o duelo contra os mineiros oficialmente para a capital paulista.

No entanto, após um pedido de Cuca e do elenco santista, o mandatário resolveu “devolver” os jogos para a Vila Belmiro.

A reportagem ainda apurou que a cúpula alvinegra atendeu outro pedido de Cuca. Desta vez, relacionado a logística da delegação santista. O treinador pediu para que o Santos não voltasse para São Paulo entre os jogos contra Flamengo e América-MG, fora de casa, e a sugestão foi aceita pela diretoria. Por conta disso, o time de Cuca treinou no CT do Atlético-MG antes do duelo contra o América no último fim de semana.

Outro pedido atendido foi o “silêncio” na véspera do jogo contra o Botafogo. Nesta terça-feira, o treino foi fechado no CT Rei Pelé e os atletas não concederam entrevista coletiva, fato raro desde a chegada de Cuca ao clube paulista.

Para conquistar a vaga na Libertadores, o Santos precisa vencer os três jogos restantes no Brasileiro: Botafogo e Atlético-MG (confrontos diretos na Vila) e Sport, fora de casa, na última rodada. Caso alcance este objetivo, o alvinegro praiano chegará a 55 pontos e ainda precisará torcer por tropeços de Atlético-MG e Atlético-PR, principalmente.

Isso porque o Galo, último a garantir vaga no G-6, já soma 53 pontos e possui três vitórias mais do que o Santos: 15 contra 12. Já o Atlético-PR, sétimo colocado, tem 50 pontos e 14 vitórias. O Botafogo, adversário desta quarta, está na nona colocação, com 47 pontos e 12 vitórias. O alvinegro praiano vem logo em seguida, com 46 pontos, na décima posição.

Para o duelo contra o Botafogo, o técnico Cuca contará com o retorno do zagueiro Luiz Felipe. No entanto, o treinador contará com seis desfalques para o jogo decisivo na Vila.

SANTOS X BOTAFOGO

Data/hora: 21/11/2018, às 21h (de Brasília)
Local: Vila Belmiro, em Santos (SP)
Árbitro: Heber Roberto Lopes (SC)
Auxiliares: Henrique Neu Ribeiro (SC) e Eder Alexandre (SC)

Santos
Vanderlei; Victor Ferraz, Luiz Felipe, Gustavo Henrique e Dodô; Alison, Diego Pituca e Rodrygo; Copete (Sasha), Arthur Gomes e Gabigol
Técnico: Cuca

Botafogo
Gatito Fernandez; Marcinho, Yago (Marcelo Benevenuto), Igor Rabello e Moisés; Rodrigo Lindoso, Matheus Fernandes, Leo Valência e Luiz Fernando; Erik e Brenner (Kieza)
Técnico: Zé Ricardo

Esporte