PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Cuca revela reunião longa e assume responsabilidade por momento do Santos

Do UOL, em São Paulo

18/11/2018 21h03

O técnico Cuca demorou para dar entrevista coletiva neste domingo (18), após a derrota do Santos para o América-MG por 2 a 1, em Belo Horizonte, devido a uma longa reunião entre comissão técnica, jogadores e o presidente José Carlos Peres no vestiário do Independência.

A quarta derrota consecutiva do Peixe no Campeonato Brasileiro deixou o treinador “sentido”. Experiente, Cuca assumiu a responsabilidade pelo momento ruim da equipe, que, segundo ele, não foi merecedora de vestir a camisa alvinegra.

“O maior responsável sou eu. Se alguém tem de ser cobrado sou eu. Tivemos uma reunião longa no vestiário. O presidente está aí. Estou muito sentido com o jogo de hoje. Não esperava que a gente jogasse um segundo tempo como jogamos”, disse o treinador, antes de frisar que a reunião não tratou de uma possível troca na comissão técnica.

"Nossa decepção é muito grande. Temos de ter a grandeza. Não fomos merecedores de estar no Santos. Hoje foi um jogo que deixamos uma dívida muito grande com o torcedor", acrescentou.

Em seguida, o técnico ainda agradeceu o fato de o clube já ter se livrado do rebaixamento com a arrancada conquistada logo após a sua chegada.

“Com tudo de ruim que está hoje, temos que dar graças a Deus que demos aquela arrancada fantástica e nos livramos da luta lá embaixo. Hoje, se estivéssemos nessa luta, seria difícil levantar o astral e partir para a recuperação”, afirmou.

Com a derrota, o Santos estacionou nos 46 pontos e ficou a sete do Atlético-MG, que tem 53 e fecha a zona de classificação para a Libertadores. Na próxima quarta-feira (21), o time enfrenta o Botafogo na Vila Belmiro, às 21h (de Brasília).

Esporte