PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Levir diz que é cobrado como se fosse Barça ou Real: "Falta respeito"

Do UOL, em São Paulo

28/10/2017 19h58

O técnico Levir Culpi mostrou-se muito desgostoso em sua coletiva de imprensa neste sábado (28), após a derrota do Santos para o São Paulo por 2 a 1, no Pacaembu. Ele criticou o gramado seco e reclamou do nível de cobrança na Vila Belmiro, que seria comparável ao de Real Madrid e Barcelona - horas depois de dar a entrevista, o treinador foi oficialmente demitido do clube.

“Não estou satisfeito pelo resultado. Tivemos dificuldades com o gramado, que sempre é molhado para o jogo fluir rápido. Hoje (sábado) o jogo estava parado, dificultou um pouco porque não foi molhado. Os jogadores sentiram muita dificuldade”, argumentou, usando como referência as últimas partidas do Santos no estádio.

Levir se aborreceu ao ser questionado sobre os problemas do Peixe no clássico. “As dificuldades que nós sentimos, todos os times sentem. É jogo a jogo. Não é só particular do Santos”, alegou.

“O campeonato está se afunilando, está tudo perfeitamente normal. O que eu não vejo como normal é a vontade de tentar desestabilizar um time que, desde o começo do campeonato, está brigando pelas primeiras posições. Não existe uma disparidade [entre os times]”, afirma o treinador, explicando que o nível de cobrança não é compatível ao equilíbrio existente no futebol brasileiro.

“A cobrança que está sendo feito é pertinente ao Barcelona, ao Real Madrid. Os times [do Brasileirão] são bons, o que falta é respeito com os outros. A cobrança que tem sobre um time grande é inexplicável pra mim porque não existe superioridade assim [sobre os adversários]”, desabafa Levir Culpi. 

Esporte