PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Vecchio cita humildade e confiança de Levir para explicar volta por cima

Do UOL, em Santos (SP)

19/07/2017 21h51

O meia Vecchio, autor do gol da vitória do Santos contra a Chapecoense por 1 a 0, nesta quarta-feira, na Vila Belmiro, em jogo válido pela 15ª rodada do Campeonato Brasileiro, explicou os motivos de sua redenção no clube paulista. O argentino entrou em rota de colisão com o técnico Dorival Júnior, demitido, e ficou onze meses sem jogar.

“Cheguei com humildade, trabalho, estou procurando trabalhar, o Levir me dá muita confiança. Eu falei pra ele, seja um minuto ou jogo inteiro, vou dar 100% em campo”, afirmou Vecchio ao Premiere.

O argentino marcou um belo gol com direito a drible no goleiro e chute sem ângulo. Além disso, Vecchio atuou improvisado como segundo volante. O meia acertou muitos lançamentos e melhorou a saída de bola da equipe santista.

“Vi que o goleiro saiu, driblei e bati para gol, como no jogo do Atlético eu errei, hoje eu fiz o gol. Futebol  é assim. Um jogo muito importante, põe os três 3 pontos, pra ficarmos perto do Grêmio. Chapecoense é um grande time. Muitas vezes você ganha jogando bem e outras vezes na raça”, disse Vecchio.

Levir Culpi procura um segundo volante no elenco por causa da saída de Thiago Maia, negociado com o Lille, da França. A diretoria santista contratou o volante Matheus Jesus, ex-Ponte Prete e que pertence ao Estoril, de Portugal. Nesta quarta, o treinador preteriu Alison, Leandro Donizete e Léo Cittadini na equipe titular.

A vitória contra a Chape mantém a equipe santista na terceira colocação da competição, com 27 pontos ganhos. Na próxima rodada, o Santos enfrenta o Bahia, neste domingo, às 11h (de Brasília), no estádio do Pacaembu, em jogo válido pela 16ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Esporte