Topo

Esporte


Insatisfeito com postura da CBF, Cruzeiro recorre ao STJD para usar lateral

Dionizio Oliveira

Do UOL, em Belo Horizonte

29/09/2014 17h58

Contratado recentemente pelo Cruzeiro, o lateral-direito Breno Lopes, que estava no Paraná Clube, ainda não fez sua estreia pelo clube celeste e segue treinando na Toca da Raposa II. Sem receber uma resposta oficial da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), o clube procurou o Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) e ainda aguarda um retorno para começar a utilizar o jogador.

Em contato com o UOL Esporte nesta segunda-feira, o gerente de futebol do Cruzeiro, Valdir Barbosa, disse que o clube aguardará até ter um comunicado por escrito que permita o jogador atuar normalmente, sem que haja risco de uma possível punição.

A medida preventiva do Cruzeiro é em função da onda de processos e punições recentes do STJD por escalação de jogadores irregulares, como no caso do América-MG, que perdeu 21 pontos na Série B por escalar o lateral-esquerdo Eduardo, que já havia jogado por outras duas equipes em 2014.

A dúvida da diretoria é se Breno Lopes pode atuar na Série A depois de ter jogado em 15 partidas pela Série B como atleta do Paraná Clube. O regulamento da competição diz que um jogador não pode defender outro clube após fazer seis partidas, mas não específica se é somente da mesma divisão ou se estende a todas.

Para se resguardar no futuro, a diretoria pediu uma resposta formal por escrito da CBF, a Manoel Flores, responsável pela diretoria de competições. O dirigente respondeu verbalmente de forma positiva, mas a entidade se negou a fazer um comunicado formal, por escrito, para qualquer clube no País.

Os dirigentes viram como "absurda" a postura da CBF e esperam um pronunciamento do STJD ainda nesta semana. Enquanto não chega a 'autorização', o jogador segue treinando normalmente com o restante do elenco.

Mais Esporte