PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Juvenal diz que problema do São Paulo era o técnico e admite conversa com estrangeiros

Presidente do São Paulo criticou técnico brasileiros e disse que elenco do clube é bom - Luiz Carlos Murauskas/Folhapress
Presidente do São Paulo criticou técnico brasileiros e disse que elenco do clube é bom Imagem: Luiz Carlos Murauskas/Folhapress

Do UOL, em São Paulo

26/06/2012 12h36

O presidente do São Paulo, Juvenal Juvêncio, demitiu nesta terça-feira o técnico Emerson Leão. Após comunicar o treinador, o dirigente concedeu uma entrevista coletiva e justificou a medida.

"Temos uma equipe competitiva. Trouxemos 23 jogadores novos. O problema agora não foi do plantel, como aconteceu no ano passado. O problema agora foi o técnico”, afirmou Juvenal Juvêncio. O dirigente admitiu que o clube procurou treinadores estrangeiros para comandar o time do São Paulo. "O Brasil não é muito brilhante em técnicos. É muito penoso contratar técnico", completou o cartola.

Leão chegou ao São Paulo no final de outubro, em sua segunda passagem pelo clube, com a missão de classificar o time para a Libertadores e fazer uma boa campanha na Copa Sul-Americana e no Brasileirão 2011, mas fracassou nas tarefas. Com falta de opções no mercado, a diretoria do São Paulo resolveu dar mais uma chance ao treinador e fez mudanças radicais em todo o elenco no início de 2012, mas mesmo assim não deu certo.

O ex-goleiro chegou a igualar o recorde histórico do São Paulo de 11 vitórias consecutivas na atual temporada, mas viu o bom rendimento do time ruir após a eliminação na semifinal do Campeonato Paulista diante do Santos.

O treinador nunca foi unanimidade na diretoria tricolor e sempre esteve na corda bamba, tendo seu comando várias vezes questionado. Por ordens da direção, por exemplo, o zagueiro Paulo Miranda chegou a ser sacado da concentração horas antes do duelo contra a Ponte Preta, em Campinas, pela Copa do Brasil, contra a vontade de Leão. Por essa falta de apoio das esferas superiores, nesta terça ele admitiu que a demissão não foi uma surpresa.

 

Esporte