PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Presidente da CBF confirma que adiará jogos do Corinthians no Brasileiro

José Maria Marin, em visita ao CT Joaquim Grava, anunciou ajuda ao Corinthians  - Vitor Pajaro/UOL
José Maria Marin, em visita ao CT Joaquim Grava, anunciou ajuda ao Corinthians Imagem: Vitor Pajaro/UOL

Vitor Pajaro

Do UOL, em São Paulo*

22/06/2012 16h27

O presidente da CBF, José Maria Marin, confirmou nesta sexta-feira que a entidade ajudará o Corinthians a conquistar a Copa Libertadores. A primeira iniciativa será o adiamento das partidas que podem atrapalhar o calendário do clube paulista, que faz primeira partida contra o Boca Juniors já na próxima quarta-feira. O anúncio foi feito em visita do presidente ao Centro de treinamento Joaquim Grava. 

Os jogos a serem adiados são as partidas contra o Botafogo, marcado para o dia 30 de junho, pela 7ª rodada, e contra o Sport, no dia 8 de julho, pela 8ª rodada. O clube também pediu que o clássico contra o Palmeiras, no próximo domingo, fosse adiado, porém, pela proximidade, o pedido não foi aceito. 

O duelo contra o Botafogo, inclusive, já possui nova data. A partida será disputada no dia 11 de julho, às 19h30, no Pacaembu.

A Conmebol confirmou também nesta sexta as datas das finais da Libertadores. O primeiro jogo será na próxima quarta-feira, dia 27 de junho, na Argentina, enquanto o jogo de volta será no dia 4 de julho, no Pacaembu.

“O Corinthians hoje representa o Brasil, eu acho que é obrigação da CBF dar todo o apoio a essa agremiação brasileira, se no passado já houve esse precedente, eu não vou mudar. Temos que atender o interesse do futebol brasileiro”, disse Marin.

O presidente do Corinthians, Mario Gobbi, disse que o pedido para o adiamento das partidas  já foi enviado para a entidade que cuida do futebol no Brasil. “Este pedido foi feito por escrito. Copiamos o modelo que o Santos enviou no ano passado, quando inclusive teve um jogo contra a gente adiado".

A visita serviu para o presidente conhecer a estrutura do Centro de Treinamento. Também estiveram presentes o presidente da Federação Paulista de Futebol, Marco Polo Del Nero; o diretor de seleções e ex-presidente do Corinthians, Andres Sanchez e o atual mandatário do clube, Mario Gobbi.

*atualizada Às 19h18

Esporte