PUBLICIDADE
Topo

Fórmula 1

Hamilton nem pensa em ser campeão com 5º lugar e afasta temor de quebra

Lewis Hamilton celebra vitória no GP dos EUA - Clive Mason/Getty Images
Lewis Hamilton celebra vitória no GP dos EUA Imagem: Clive Mason/Getty Images

Julianne Cerasoli

Do UOL, na Cidade do México (MEX)

26/10/2017 17h18

Lewis Hamilton vai para o GP do México neste final de semana sabendo que só precisa de um quinto lugar para ser campeão do mundo pela quarta vez na carreira. Mas o piloto da Mercedes garante que isso não muda em nada sua abordagem para este final de semana: o que ele quer é ser campeão ganhando no circuito Hermanos Rodriguez.

“Para mim, eu quero vencer do jeito certo”, disse Hamilton, ouvido pelo UOL Esporte na Cidade do México. “Eu estava pensando nisso outro dia: não quero vir aqui e ganhar o campeonato terminando em quinto enquanto alguém está no lugar mais alto do pódio. O sonho seria estar no lugar mais alto do pódio tendo vencido o campeonato.”

Como apenas em uma oportunidade, no GP de Mônaco, quando foi sétimo, Hamilton não chegou no top 5 neste ano, o maior temor do inglês seria uma quebra, algo que ainda não aconteceu neste ano. Mas o piloto, que nunca passou uma temporada sem ter pelo menos um abandono por questões técnicas, acredita que fez sua parte para que isso não aconteça.

“A confiabilidade tem sido excepcional neste ano e nunca se sabe. É muito raro passar por uma temporada sem problema algum desse tipo, mas se esse for no nosso caso, vai ser porque merecemos. Vocês não sabem o quanto eu economizei meu motor nesse ano. Todas as vezes, assim que eu tive a oportunidade, eu mudei as configurações. Espero que isso possa fazer a diferença agora.”

Foram justamente problemas de confiabilidade na Ferrari que fizeram o rival de Hamilton, Sebastian Vettel, se afastar na disputa pelo título: o alemão teve duas quebras seguidas na Malásia e no Japão e fez 12 pontos contra 43 do rival.

O GP do México tem treinos livres a partir das 13h desta sexta-feira pelo horário de Brasília e tem largada às 17h do domingo.

Fórmula 1