PUBLICIDADE
Topo

Fórmula 1

Massa relembra 'caminhada eterna' em adeus no Brasil: "Não podia acreditar"

AP Photo/Leo Correa
Imagem: AP Photo/Leo Correa

Julianne Cerasoli

Do UOL, em Abu Dhabi

24/11/2016 09h23

Pelo menos oficialmente, Felipe Massa faz sua despedida da Fórmula 1 neste final de semana, no GP de Abu Dhabi. Porém, o brasileiro é o primeiro a reconhecer que nenhuma surpresa que possa ter nos Emirados Árabes pode superar o que ele sentiu no GP do Brasil.

O piloto afirmou no circuito de Yas Marina que a batida durante a corrida em Interlagos não foi o desfecho que ele imaginava, mas também não poderia ter sido mais emocionante.

“Acho que é difícil descrever, foi uma sensação incrível. Quando eu bati, eu não estava feliz, porque queria terminar a corrida, estava com a bandeira e queria levantá-la para todos na última volta”, afirmou.

“Mas quando fui andando para os boxes e comecei a ‘falar’ com a arquibancada, tive uma sensação incrível. Foi uma caminhada eterna, difícil descrever. Quando vi as equipes fora dos boxes, não podia acreditar, porque a corrida ainda estava acontecimento e tudo parou.

É difícil descrever o quanto eu estou agradecido por tudo o que aconteceu comigo em todo o tempo em que estive na Fórmula 1. Tenho orgulho da minha carreira. Acho que o lado humano representa mais do que troféus. Isso é muito importante para mim, porque as pessoas não te veem somente como um piloto, mas também como pessoa.”

Ainda tendo o GP de Abu Dhabi, neste final de semana, pela frente, Massa lembra que esteve no pódio há dois anos, ainda que reconheça ser difícil repetir o feito, devido à queda de rendimento da Williams.

“[Quero me despedir] com um bom resultado. Tomara que possamos ter uma boa corrida aqui. Sei que não será fácil ter o mesmo que o segundo lugar de há dois anos. Mas quando você tira o máximo que pode do carro, é quando o piloto fica satisfeito.”

Fórmula 1