PUBLICIDADE
Topo

Fórmula 1

Buscando 'diversão', Massa fala em correr na Fórmula E e em categoria alemã

REUTERS/Adrees Latif
Imagem: REUTERS/Adrees Latif

Julianne Cerasoli

Do UOL, em São Paulo

25/10/2016 06h00

Um pé na DTM, prestigiada categoria de turismo alemão, e outro na Fórmula E. É o que indica Felipe Massa, falando sobre seu futuro após deixar a Fórmula 1 ao final desta temporada. O piloto brasileiro demonstra tranquilidade em relação a seu futuro.

“As coisas estão correndo do jeito que eu imaginava e estou feliz com minha decisão. Só não quero ficar falando, mas está tudo no caminho que eu queria. É o momento mais relaxado da minha carreira, não tenho pressa nenhuma”, disse o piloto à imprensa brasileira em Austin, nos Estados Unidos, onde foi o sétimo colocado na corrida do último domingo.

Massa afirmou que está negociando com várias equipes da Fórmula E para a próxima temporada, que se inicia no segundo semestre do ano que vem, e também demonstrou muito interesse pela DTM, ambas pelo mesmo motivo: a competitividade das corridas. No Mundial de Endurance, destino muito desejado pelos pilotos da F-1 atualmente, Massa vê como um problema o pouco número de carros da categoria principal, em que correm nomes como Lucas Di Grassi e, até o final deste ano, Mark Webber, o que prejudica justamente a competitividade.

“O tipo de corrida é o mais importante. A DTM com certeza tem corrida muito mais disputada, é mais competitiva do que o WEC e a F-E, independente do carro, tem corridas interessantes”, apontou Massa.

“Estou em uma posição de escolher o lugar em que vou me divertir mais. É claro que é importante ter um salário para pagar minhas contas - um bom salário - e curtir. Isso está dentro da minha cabeça para pensar na categoria certa para eu correr não por um ano, mas também mais para frente.”
 

Fórmula 1