PUBLICIDADE
Topo

Fórmula 1

De volta à F-1, Renault divulga imagem do carro e passa no teste de impacto

Divulgação/RenaultF1
Imagem: Divulgação/RenaultF1

Do UOL, em São Paulo

21/01/2016 10h17

A Renault deu mais um passo em seu retorno à Fórmula 1 como equipe de fábrica. O time anunciou que o carro de 2016 passou pelos testes de impacto obrigatórios da Federação Internacional de Automobilismo. A notícia foi acompanhada de uma foto pouco reveladora do bico do carro.

A equipe corre contra o tempo depois da compra da Lotus ter sido finalizada apenas em dezembro. Um dos grandes desafios dos engenheiros é reverter um carro inicialmente projetado para contar com o motor Mercedes para receber a unidade de potência da Renault. Mesmo admitindo que a alteração de última hora não é o ideal, o diretor técnico, Alan Permane, declarou recentemente que espera ter o carro pronto para os primeiros testes de pré-temporada, a partir de 22 de fevereiro, em Barcelona, na Espanha.

Outro desafio da Renault no retorno como equipe é melhorar o rendimento do motor, que deixou a desejar desde a introdução das unidades de potência híbridas, em 2014. Para isso, os franceses recrutaram a equipe do especialista Mario Illien, que trabalha no projeto desde o ano passado. Mesmo esperado “melhoras visíveis” já na primeira etapa do campeonato, que será disputada na Austrália, em 20 de março, o engenheiro reconheceu que o déficit para os motores de Mercedes e Ferrari é muito significativo para ser totalmente eliminado nesta temporada.

Em relação aos pilotos, a Renault não descarta mudanças nas próximas semanas. O dinheiro de Pastor Maldonado, que viria da petrolífera estatal venezuelana PDVSA, não teria chegado, com o país enfrentando uma profunda crise econômica. Com isso, abre-se a possibilidade do piloto ser substituído. O ex-McLaren Kevin Magnussen é o mais cotado para a vaga.

A dupla de pilotos e a nova pintura do carro, que deve abandonar o preto e dourado e ter mais amarelo, cor tradicional da Renault, serão anunciados no início de fevereiro.

Fórmula 1