Topo

Fórmula 1


Fórmula 1

Time de Nasr fecha acordo com Van der Garde e pode pagar até R$ 70 mi

Do UOL, em São Paulo

17/03/2015 15h44

A novela Van der Garde chegou ao fim depois que a Sauber fechou um acordo com o piloto holandês, que buscava conseguir na justiça o direito de ser titular da equipe, que conta com Felipe Nasr e Marcus Ericsson.

Segundo informações do UOL Esporte, o acordo está entre 15 e 20 milhões de euros (equivalente a 50 a 70 milhões de reais) e já foi pago pelo time suíço. O envolvimento do promotor da Fórmula 1, Bernie Ecclestone, foi fundamental para que o processo acabasse rapidamente.

Assim, a vaga de Felipe Nasr, que se tornou o melhor estreante brasileiro da história com o quinto lugar conquistado no GP da Austrália, no último final de semana, está garantida por toda a temporada.

Van der Garde assinou um contrato para ser piloto de testes da Sauber em 2014 e titular no ano seguinte. Contudo, ao final da última temporada, o time anunciou a contratação de Nasr e Ericsson, dispensando o holandês.

O ex-piloto da Caterham, então, levou a questão à justiça. Primeiro, ganhou uma ação no Reino Unido, ainda no final de 2014. Depois, também obteve decisão favorável na Suíça, país em que a Sauber é sediada. Partiu, então, para o julgamento de execução da decisão na corte australiana, onde aconteceria a primeira prova do ano.

A justiça do país reiterou que Van der Garde tinha direito a correr pela Sauber. Porém, a equipe decidiu não ceder e confirmou Nasr e Ericsson. Os advogados do holandês chegaram a pedir a apreensão dos equipamentos do time, mas voltaram atrás e concordaram em estabelecer um acordo. A dificuldade do holandês obter a superlicença para correr na F-1 a tempo de disputar o GP foi outro entrave para que os advogados forçassem sua participação.

Com a polêmica, a possibilidade de Van der Garde voltar à Fórmula 1 é mínima. O piloto nunca demonstrou grandes resultados nas categorias de base e conseguiu uma chance graças ao investimento de seu sogro, dono da marca de roupas McGregor. Acredita-se que seus parceiros tenham pago cerca de 8 milhões de euros pela vaga na Sauber, pouco menos de 30 milhões de reais.

Fórmula 1