PUBLICIDADE
Topo

Rodolfo Rodrigues

OPINIÃO

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados.

Rodolfo Rodrigues: Seis times do Brasileirão 2022 têm técnicos estrangeiros

Antonio Mohamed, técnico argentino, irá comandar o Atlético-MG em 2022 - Amilcar Orfali/Getty Images
Antonio Mohamed, técnico argentino, irá comandar o Atlético-MG em 2022 Imagem: Amilcar Orfali/Getty Images
Conteúdo exclusivo para assinantes
Rodolfo Rodrigues

Rodolfo Rodrigues é apaixonado por números e estatísticas no futebol. Foi repórter do Lance!, editor da Placar e do prêmio Bola de Prata ESPN e é autor de dez livros sobre futebol.

Colunista do UOL

14/01/2022 04h00

O Atlético-MG anunciou a contratação do técnico argentino António Mohamed para a temporada 2022. Ele chega para substituir Cuca, campeão mineiro, brasileiro e da Copa do Brasil em 2021. Com a chegada do "Turco" Mohamed, temos agora seis treinadores estrangeiros dirigindo os 20 participantes da Série A 2022.

Mohamed se juntará no Brasileirão ao compatriota Juan Pablo Vojvoda, que levou o Fortaleza ao fantástico 4º lugar na última edição, garantindo o time cearense na Copa Libertadores pela primeira vez. Na Série A 2022, além desses dois argentinos, teremos dois portugueses: Abel Ferreira, do Palmeiras, o segundo técnico mais longevo da primeira divisão —atrás apenas de Barbieri, do Bragantino—, e Paulo Sousa, recém-contratado pelo Flamengo. Completam a lista dos técnicos gringos o uruguaio Alexander Medina, que chegou agora também ao Internacional, e o paraguaio Gustavo Morínigo, do Coritiba.

Em 2021, o Brasileirão bateu o recorde de técnicos estrangeiros com 8 treinadores, sendo 7 trabalhando simultaneamente, já que o espanhol Miguel Ángel Ramírez foi demitido pelo Internacional na 2ª rodada. Durante o campeonato, outros que acabaram perdendo o cargo também foram o argentino Dabove (Bahia), Crespo (São Paulo) e António Oliveira (Athletico-PR). Depois do campeonato, o uruguaio Diego Aguirre também saiu do Inter.

Técnicos estrangeiros no Brasileirão 2021:
Diego Dabove (Bahia) - Argentino
Hernán Crespo (São Paulo) - Argentino
Juan Pablo Vojvoda (Fortaleza) - Argentino
Miguel Ángel Ramírez (Internacional) - Espanhol
Gustavo Florentín (Sport) - Paraguaio
Abel Ferreira (Palmeiras) - Português
António Oliveira (Athletico) - Português
Diego Aguirre (Internacional) - Uruguaio

Com essa nova tendência, a enorme busca por treinadores estrangeiros, o Brasileirão 2022 pode quebrar esse recorde de técnicos de fora do país na competição. Na Série B, há ainda dois estrangeiros: o paraguaio Gustavo Florentín, do Sport, e o uruguaio Paulo Pezzolano, do Cruzeiro.

Siga Rodolfo Rodrigues no Instagram

Siga Rodolfo Rodrigues no Twitter

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL