PUBLICIDADE
Topo

Rodolfo Rodrigues

ANÁLISE

Texto baseado no relato de acontecimentos, mas contextualizado a partir do conhecimento do jornalista sobre o tema; pode incluir interpretações do jornalista sobre os fatos.

Galo e Palmeiras são os "reis" da fase de grupos da Libertadores desde 2000

Hulk comemora gol marcado contra o La Guaira, no Minerão, em jogo da sexta rodada da fase de grupos da Libertadores 2021 - Agência I7/Mineirão
Hulk comemora gol marcado contra o La Guaira, no Minerão, em jogo da sexta rodada da fase de grupos da Libertadores 2021 Imagem: Agência I7/Mineirão
Conteúdo exclusivo para assinantes
Rodolfo Rodrigues

Rodolfo Rodrigues é apaixonado por números e estatísticas no futebol. Foi repórter do Lance!, editor da Placar e do prêmio Bola de Prata ESPN e é autor de dez livros sobre futebol.

Colunista do UOL

28/05/2021 04h00

Desde 2000, quando a Libertadores passou a contar com 8 grupos com 4 times na primeira fase, a briga pela primeira colocação geral sempre teve uma motivação maior, já que o "campeão" da fase de grupos teria vantagem de jogar em casa até a final. Mas foram poucos que conseguiram tirar o máximo proveito disso.

Em 21 edições, entre 2000 e 2020, apenas o Atlético-MG (2013), o Atlético Nacional-COL (2016) e o Palmeiras (2020) ficaram com o título. Nesse período, Atlético-MG e Palmeiras foram os clubes que mais conseguiram terminar a fase de grupos com a melhor campanha. Curiosamente, nas últimas cinco edições, essa liderança geral ficou só com os dois clubes: Galo em 2017 e agora em 2021 e o Palmeiras em 2018, 2019 e 2020.

Outro campeão da fase de grupos que chegou à final, mas que não levou o título, foi o Fluminense, em 2008. O tricolor carioca, que passou em primeiro em seu grupo nessa Libertadores 2021, foi também o líder geral em 2008. Entre os brasileiros, outros que terminaram com a melhor campanha geral desde 2000 foram Corinthians (2003 e 2010), Santos (2004 e 2007), Vasco (2001), Grêmio (2009) e Cruzeiro (2011). Das 22 edições, entre 2000 e 2021, os brasileiros só não ficaram com a primeira colocação geral em 7 edições.

Outra curiosidade é que o técnico Cuca, campeão com o Atlético-MG em 2013, fez também a melhor campanha da primeira fase com o Galo naquele ano. Agora, em 2021, conseguiu pela segunda vez ser o líder geral. Assim, repetiu o feito do Roger Machado, que levou Atlético-MG e Palmeiras à primeira colocação da fase de grupos em 2017 e 2018, respectivamente.

Melhores campanhas da 1ª fase da Libertadores desde 2000

Por outro lado, alguns times que nem sequer ficaram no primeiro lugar em seus grupos terminaram como campeões da Libertadores. Isso aconteceu sete vezes. Na mais clássica, o River Plate, em 2015, foi para as oitavas com a pior campanha e acabou levantando a taça. Nas oitavas, pegou o rival Boca, então com 100% de aproveitamento na primeira fase, mas avançou com um W.O., no jogo que ficou conhecido pelo episódio do gás de pimenta.

Entre os brasileiros, o time de pior campanha que levantou a taça foi o Santos, em 2011, que fez a 9ª melhor campanha na fase de grupos. O Flamengo, em 2019, foi apenas o 7º melhor e fechou a competição com o título.

Colocação dos campeões da Libertadores na fase de grupos desde 2000

Clubes que mais vezes terminaram na 1ª colocação geral na fase de grupos da Libertadores (2000-2021):
[3] - Atlético-MG
3 - Palmeiras
2 - Corinthians
2 - Fluminense
2 - Santos
2 - Vélez Sarsfield-ARG
1 - América de Cali-COL
1 - América-MEX
1 - Atlético Nacional-COL
1 - Boca Juniors-ARG
1 - Cruzeiro
1 - Grêmio
1 - River Plate-ARG
1 - Vasco

Você pode me encontrar também no twitter (@rodolfo1975) ou no Instagram (futebol_em_numeros)

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL