PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Tyson defende Michael Jackson, mas diz: "Não deixaria meu filho com ele"

Ex-boxeador Mike Tyson - REUTERS/Steve Marcus
Ex-boxeador Mike Tyson Imagem: REUTERS/Steve Marcus

Do UOL, em São Paulo

13/03/2019 12h26

A lenda do boxe Mike Tyson decidiu quebrar o silêncio sobre a amizade com Michael Jackson e o polêmico documentário "Deixando Neverland", que traz supostos casos de abuso sexual atribuídos ao astro pop. Questionado sobre o caso, o ex-boxeador disse que jamais deixaria um filho sair com o cantor, que morreu em 2009.

"Os pais têm responsabilidade nessa m... É horrível pensar que Michael disse para as crianças que "se alguém souber disso, vamos juntos para a prisão para sempre", disse Tyson. "Eu tenho um filho de oito anos e nunca deixaria ele sair com Michael. Não permitiria que meu filho fosse até a casa dele. Eu gosto do Michael Jackson, mas há uma reputação sobre isso."

Apesar disso, o ex-boxeador acredita que James Safechuck e Wade Robson, supostas vítimas de abuso sexual e principais entrevistados no documentário, querem apenas chamar atenção.

"O que eles estão fazendo, sair dizendo essas coisas, é incorreto. Eles só querem ganhar dinheiro", argumentou.

Lançado recentemente nos EUA, o documentário "Deixando Neverland" traz o depoimento de dois homens que dizem ter sofrido abuso sexual por Michael Jackson quando eram pequenos.

Esporte