PUBLICIDADE
Topo

Plural é um projeto colaborativo do UOL com coletivos independentes, de periferias e favelas para a produção de conteúdo original


Conversa de Portão #26: Quem tem medo de mulheres que movimentam milhares?

De Ecoa, em São Paulo

04/04/2021 06h00

Você sabe quem foi Rosa Luxemburgo? O 26º Conversa de Portão é dedicado ao legado da militante socialista cuja paixão e ideais seguem inspirando aqueles que lutam por uma sociedade mais justa.

O episódio inaugura a série Feminismos, que irá ao ar sempre na última terça-feira do mês. Realizada em parceria com a Fundação Rosa Luxemburgo, a sequência contará a história de figuras importantes para a luta pelos direitos das mulheres e por uma sociedade mais justa.

Neste primeiro episódio, a apresentadora Semayat Oliveira entrevista a pesquisadora Isabel Loureiro e a jornalista e militante Ana Mielke sobre a trajetória da intelectual socialista que dá nome à fundação.

"A ideia central do pensamento político [de Rosa Luxemburgo] é a ênfase na ação autônoma das massas populares. [Segundo ela] a mudança estrutural da sociedade será feita pela participação ampla, geral e irrestrita das classes populares e é uma ação criativa. Ela tem uma visão sempre positiva das massas em ação", disse (a partir de 10:02 do arquivo acima).

Loureiro é a maior referência brasileira com relação à vida e à obra da intelectual e militante. Ela lembra que o século 20 mostrou que as massas também podem ir às ruas para defender ideias de extrema-direita. "Isto não passava pela cabeça da Rosa Luxemburgo. Ela não teve tempo de perceber que podia ir por esse caminho", disse (a partir de 14:07 do arquivo acima).
Ainda assim, foi ao ver irromper os nacionalismos que culminaram na Primeira Guerra Mundial que Luxemburgo fez a defesa do lema "socialismo ou barbárie".

Para a ativista e jornalista Ana Mielke, muitas vezes é mais eficaz falar em transformação social do que em socialismo hoje em dia. "Socialismo é um conceito ainda bastante abstrato na cabeça da maioria da população", opinou (a partir de 21:15 do arquivo acima). Mielke considera que reconectar a política institucional às necessidades cotidianas que movem as pessoas é a grande tarefa da esquerda hoje.

O Conversa de Portão é um podcast produzido pelo Nós, Mulheres da Periferia em parceria com UOL Plural, um projeto colaborativo do UOL com coletivos e veículos independentes. Novos episódios são publicados toda terça-feira.

Os podcasts do UOL estão disponíveis em uol.com.br/podcasts e em todas as plataformas de distribuição. Você pode ouvir Conversa de Portão, por exemplo, no Youtube, no Spotify e no Google Podcasts.