Topo

Carros


Carros

Veja a receita para transformar um HB20 normal em um HB20 de corrida

Alessandro Reis

Do UOL, em São Paulo (SP)

10/04/2019 07h00

Resumo da notícia

  • HB20 Motorsport foi criado para disputa da Copa HB20
  • Versão esportivada R spec foi modificada para render 160 cv
  • Freios são os mesmos e pneus, convencionais
  • Câmbio manual teve reforço na embreagem
  • Preparação de motor 1.6 inclui injeção eletrônica de competição

O Hyundai HB20 R Spec chama a atenção com detalhes externos na cor preta, simulação de extrator de ar no para-choque traseiro, rodas de liga leve com pintura escurecida, pinças de freio dianteiras na cor vermelha e ponteira de escapamento cromada. Porém, essa configuração traz esportividade apenas na aparência, mantendo inalterada a mecânica: motor 1.6 flex de 128 cv e 16,5 kgfm, câmbio automático de seis marchas e suspensões comuns.

Que tal se existisse um HB20 de fato mais potente e capacitado para acelerar forte, inclusive em pistas de corrida? Ele existe e fará sua estreia oficial no próximo sábado (13), no Autódromo Internacional de Campo Grande (MS), na etapa inicial da primeira temporada da Copa HB20 -- promovida pela Hyundai com o apoio de dez patrocinadores. Batizado de Hyundai HB20 Motorsport, não estará à venda, mas UOL Carros traz a receita do que muda para o hatch convencional agora.

HB20 Motorsport é baseado na versão R spec com alterações pontuais - Alessandro Reis/UOL
HB20 Motorsport é baseado na versão R spec com alterações pontuais
Imagem: Alessandro Reis/UOL

Receita campeã

Jeito mais fácil e direto para um carro andar mais é perdendo massa. O HB20 Motorsport é 121 kg mais leve que o HB20 R Spec, totalizando 950 kg.

Para isso, despiu-se de todo o acabamento interno, incluindo painel de instrumentos, tapeçaria, ar-condicionado, sistema de som, vidros laterais, estepe e bancos.

No lugar dos assentos de fábrica, ganhou um único banco, do tipo concha, equipado com cinto de segurança de seis pontos. Já o painel original foi trocado por mostradores de competição, enquanto as janelas de vidro deram lugar a unidades de policarbonato, mais leves.

Em nome da segurança, a versão para as pistas foi equipada com santantônio de aço carbono, instalado na cabine, mais extintor de incêndio.

HB20 perdeu todo o acabamento interno para ficar mais leve - Alessandro Reis/UOL
HB20 perdeu todo o acabamento interno para ficar mais leve
Imagem: Alessandro Reis/UOL

Mecânica melhorada

Quanto à mecânica, as semelhanças são maiores que as diferenças. O motor é o mesmo 1.6 flex aspirado presente no HB20 de série, porém anabolizado com injeção eletrônica de competição ProTune PR4, que elevou a potência a 160 cv e o torque a 17,8 kgfm, fazendo a velocidade máxima subir de 190 km/h para aproximadamente 200 km/h. Escapamento sem catalisador e abafador também garantem alguns cavalos extras.

Ainda assim, acelera quase igual: de zero a 100 km/h, o R spec faz 10,6 segundos, enquanto o Motorsport consegue 10,2 s.

Os números são com etanol no tanque, mesmo combustível utilizado pelos carros da Copa HB20.

Daniel Kelemen, sócio da H-Racing, empresa que preparou os carros para o campeonato, informa que não houve modificações em anéis, pistões, bielas, bronzinas, juntas e outros componentes do motor, bem como a taxa de compressão. Foram trocados apenas os bicos injetores, diz, acrescentando que o HB20 Motorsport recebeu "ajustes internos", mantidos em "segredo" a pedido da Hyundai. Outra modificação: alteração no ângulo da bomba de óleo para lidar com a acentuada força G nas provas.

Para proporcionar condução esportiva, o ABS também foi removido e deu lugar a um sistema de telemetria, para registrar o desempenho nas pistas.

As modificações incluem, ainda, molas e amortecedores de competição e pneus convencionais radiais, um pouco mais largos e baixos, na medida 195/50 R15, contra 185/60 R15 do R spec. A embreagem também foi reforçada. Fora isso, tudo igual em relação ao HB20 de rua: o câmbio manual de seis marchas e os freios são exatamente os mesmos, mantendo inclusive tambores nas rodas traseiras.

HB20 Motorsport teve 26 unidades fabricadas em Piracicaba (SP) - Alessandro Reis/UOL
HB20 Motorsport teve 26 unidades fabricadas em Piracicaba (SP)
Imagem: Alessandro Reis/UOL

R$ 200 mil por temporada

De acordo com Jan Telecki, gerente de marketing da Hyundai Brasil, a ideia foi fazer do HB20 de corrida o mais acessível possível aos participantes da Copa, que hoje tem 20 pilotos confirmados, egressos de campeonatos como Fórmula Truck, Copa Clio, Brasileiro de kart, sem contar uma parcela de iniciantes. "A intenção é fornecer exatamente o mesmo carro aos competidores, com custo mais baixo por corrida e disputas concentradas na habilidade individual", explica.

A Copa HB20 terá o custo de R$ 200 mil por temporada, incluindo o aluguel do carro, um jogo de pneus para cada etapa, combustível, suporte de engenheiros e mecânicos e toda a estrutura de pista: é sentar e acelerar.

Feito na mesma fábrica

Todos os 26 carros da Copa HB20 foram produzidos em lote único na fábrica da Hyundai em Piracicaba, a mesma do HB20 comum, de onde saíram "pelados" e com pintura branca para posterior preparação na H-Racing.

"Com base na experiência adquirida, já promovemos ajustes na transmissão, nas suspensões e em componentes do motor do HB20 de rua e a experiência vai ajudar no desenvolvimento da nova geração do hatch", afirma Telecki.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{user.alternativeText}}
Avaliar:

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Carros