PUBLICIDADE
Topo

Salvador

Scheila Carvalho critica Compadre após saída de dançarinas: "Ele é difícil"

Scheila Carvalho curte terceira noite de Carnaval de Salvador no Camarote Skol - Veri Lopes/agfpontes/divulgacao
Scheila Carvalho curte terceira noite de Carnaval de Salvador no Camarote Skol Imagem: Veri Lopes/agfpontes/divulgacao

Felipe Pinheiro

Do UOL, em Salvador

25/02/2017 21h20

Scheila Carvalho comentou a polêmica demissão das duas dançarinas do É o Tchan, que reclamaram da forma como eram tratadas pelo Compadre Washington.

Ela, que está em Salvador curtindo a folia de Carnaval, disse que Compadre tinha gênio forte quando ela era a morena do Tchan.

"É triste [o episódio das dançarinas]. O Tchan quis mudar isso dos dançarinos serem artistas também. Washington quer ficar na linha de frente. Ele não queria mais mostrar dançarinos como artistas", falou ela sobre a perda de espaço das dançarinas no grupo de axé.

Segundo ela, Compadre tinha  uma relação delicada com as dançarinas.

"Sempre houve esse ciuminho. Mas fazia parte. A Carla [Perez] veio com isso das dançarinas. Nunca ninguém viu uma loira quebrando tanto como a Carla", lembrou.

O temperamento do vocalista do Tchan era difícil, confirma a morena. 

"Ele sempre foi muito rígido, queria as coisas do jeito dele. Sempre teve gênio forte. Mas agressão eu nunca sofri. Ele nunca encostou a mão em mim", afirmou.

Scheila disse, apesar das críticas ao ex-colega de trabalho, que tem ótimas lembranças do Tchan --embora diga que não voltaria ao grupo porque agora "tem uma família" e de repetir como era difícil lidar com Washington.

"Dá muita saudade. Eu sempre procuro matar a saudade nas presenças Vips e nas academias quando danço. Tenho orgulho de ter feito Tchan. Foi a realização de um sonho", falou.