PUBLICIDADE

Topo

Sem Frescura: por que às vezes faço cocô e o papel nunca para de sair sujo?

Mais Sem Frescura
1 | 25
Siga o VivaBem no

Gabriela Ingrid

Do VivaBem, em São Paulo

13/04/2020 04h00

Você já teve aquela sensação de que, não importa o quanto você passe o papel, o seu bumbum continua sujo depois de fazer o número dois? Se sua resposta for sim, ao menos podemos garantir que você não está se limpando da forma errada.

O que pode acontecer é uma certa flacidez no esfíncter, que é um músculo em forma de anel que controla a abertura e o fechamento do ânus.

Neste caso, pode haver um vazamento de secreções do reto, que é uma mucosa e fica entre o esfíncter e o fim do intestino grosso. Essas secreções acabam tendo a coloração das fezes, o que passa a impressão de que, não importa o quanto você tente, nunca conseguirá limpar a região.

Nessas situações, a primeira recomendação é evitar esfregar muito o papel higiênico no local, o que pode causar lesões e até sangramento. Se houver a possibilidade, o melhor a se fazer é lavar a região, o que deve resolver a situação.

É importante lembrar que lavar ou usar lenços umedecidos são as melhores opções para se limpar após fazer o número dois.

Por isso, a situação do "papel eternamente sujo" não quer dizer que você esteja com a região suja ou não tenha se limpado corretamente. Ou que você tenha um caso de incontinência fecal, que é quando a pessoa não consegue controlar a evacuação.

Isso também não tem uma relação totalmente direta àquela sensação de que ainda "tem coisa para sair" após você fazer o número dois. Esse último caso, inclusive, requer uma dose de atenção, já que pode indicar que há uma obstrução intestinal.

Caso a sensação se repita com frequência, é bom procurar um médico para exames mais detalhados.

Roteiro: Rodrigo Lara. Fonte: Renato Walch, diretor médico da Amparo Saúde.