PUBLICIDADE

Topo

VivaBem

OPINIÃO

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados.

Covid-19: Remdesivir tem benefício marginal em casos moderados, diz estudo

Tratamento mais longo, de dez dias, com o antiviral não mostrou benefícios -
Tratamento mais longo, de dez dias, com o antiviral não mostrou benefícios

Deena Beasley

21/08/2020 16h20

Pacientes de covid-19 moderadamente doentes viram seu estado melhorar depois de um tratamento de cinco dias com o remdesivir da Gilead Sciences Inc, mas um tratamento de 10 dias não mostrou benefícios e o remédio não encurtou significativamente as internações hospitalares, de acordo com novos dados.

A análise com 600 pacientes, publicada hoje pelo periódico científico Journal of the American Medical Association, revelou que os pacientes moderadamente doentes tratados com o medicamento antiviral por até cinco dias tiveram uma probabilidade consideravelmente mais alta de melhoria quando comparados com pacientes que receberam um tratamento padronizado — mas pesquisadores disseram que a importância clínica do benefício é incerta.

Atualmente, o remdesivir é usado mediante uma autorização de emergência da Agência de Alimentos e Remédios dos Estados Unidos (FDA) para o tratamento de pacientes hospitalizados com casos graves de covid-19, a doença causada pelo novo coronavírus. No início deste mês, a Gilead registrou um pedido de aprovação total da FDA para o remédio.

O remdesivir, que um teste com pacientes graves de covid-19 mostrou diminuir o tempo de recuperação hospitalar, está na linha de frente da batalha contra a pandemia.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL

VivaBem