PUBLICIDADE

Topo

VivaBem

Brasileiro que liderou pesquisas sobre a covid-19 morre vítima da doença

Brasileiro que liderou pesquisas sobre a Covid-19 morre vítima da doença - Divulgação/UFU
Brasileiro que liderou pesquisas sobre a Covid-19 morre vítima da doença Imagem: Divulgação/UFU

Colaboração para o UOL

25/10/2021 19h02

O professor da Universidade Federal de Uberlândia (UFU) Luiz Ricardo Goulart Filho morreu ontem, aos 59 anos, por complicações decorrentes da covid-19, após quatro meses internado. Desde o começo da pandemia, Luiz Ricardo coordenava pesquisas na UFU sobre a covid-19, incluindo a de um teste para detectar o coronavírus por meio da saliva. O corpo do docente foi velado hoje, em Uberlândia (MG).

Luiz Ricardo Goulart Filho era graduado em ciências biológicas pela Faculdade Educacional de Machado, e em agronomia pela Universidade Federal de Lavras (UFLA). Era mestre em genética, doutor em genética molecular, com pós-doutorados em patologia molecular médica e microbiologia médica e imunologia.

Em abril de 2020, o ministro da Ciência e Tecnologia, Marcos Pontes, visitou a UFU para conhecer os projetos de Goulart Filho. "Uma enorme perda para a ciência brasileira. Meus sentimentos aos colegas e familiares do Prof. Dr. Luiz Ricardo Goulart Filho. Descanse em paz", escreveu o ministro em seu perfil no Twitter.

A pasta também emitiu nota de pesar, sem mencionar a covid-19 como causa da morte de Goulart Filho. "O MCTI se solidariza com todos os familiares, amigos e colegas", afirmou o ministério, ao lembrar a trajetória de Goulart Filho na ciência.

A Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais (Fapemig), onde ele foi membro da Câmara de Avaliação de Projetos da área Ciências Biológicas e Biotecnologia entre 2017 e 2020, manifestou pesar pelo falecimento de Goulart Filho: "A Fapemig se solidariza com todos os amigos, colegas e familiares". Leia a íntegra.

O Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) também destacou as contribuições de Gulart Filho. "A ciência brasileira perde um grande nome, mas seu legado deixa conhecimentos imprescindíveis para a pesquisa nacional e internacional. O CNPq deixa sua solidariedade à família, amigos e colegas", declarou a instituição em nota.

Professores da UFU afirmaram lamentar a morte do colega. "O professor Luiz Ricardo foi mais uma vítima da covid-19. Ele que, de forma tão diligente, com tanta competência, vinha trabalhando em diversos temas diretamente à questão desta pandemia. Particularmente uma pesquisa muito bem-sucedida, relacionada a novas formas de testagem da covid-19", declarou o reitor Valder Steffen Júnior.

A pesquisadora Paula Santos, que fazia parte da equipe de pesquisa de Goulart Filho, escreveu sobre o longo convívio com o cientista. "Convivi com Luiz Ricardo por 21 anos e o considero mais que um chefe ou professor. O tenho como um pai. Luiz foi um homem de caráter, um filho, pai e esposo carinhoso e dedicado, um chefe gentil, um pesquisador brilhante! Otimista, ele acreditava na ciência e na inovação. Generoso, recebia de braços abertos a todos que batiam em sua porta. E essa essência ficou em todos que passaram por suas mãos. Seus alunos foram a família que ele construiu."

Errata: o texto foi atualizado
Diferentemente do informado, a sigla para Universidade Federal de Lavras é UFLA e, não, UFV. O texto foi atualizado.

VivaBem