Topo

Movimento

Inspiração pra fazer da atividade física um hábito


Movimento

Giuliana Morrone rompe ligamento colateral; lesão nem sempre exige cirurgia

Giuliana Morrone é adepta do ioga, mas não revelou se a lesão ocorreu durante a atividade - Reprodução do Instagram
Giuliana Morrone é adepta do ioga, mas não revelou se a lesão ocorreu durante a atividade Imagem: Reprodução do Instagram

Do VivaBem, em São Paulo

16/11/2019 16h23Atualizada em 17/11/2019 19h21

Resumo da notícia

  • A jornalista Giuliana Morrone rompeu o ligamento colateral do joelho
  • Lesões no ligamento e no menisco estão entre as mais comuns e correspondem a 40% dos casos de dor na articulação
  • O ligamento colateral tem capacidade de se recuperar sozinho e geralmente não é necessário cirurgia para tratar a lesão
  • Em boa parte dos casos, é possível retornar à prática de exercícios cerca de dois meses após a lesão

A jornalista Giuliana Morrone contou neste sábado, em seu Instagram, que sofreu uma lesão no ligamento colateral medial do joelho. "E o ligamento desligou", escreveu a apresentadora do Bom Dia Brasil, da TV Globo, na legenda da foto que postou com a perna direita imobilizada.

Morrone não explicou como se machucou, mas alguns seguidores questionaram se foi outra vez fazendo ioga —parece que ela já contundiu o ombro durante a prática. Independentemente de como a lesão da jornalista aconteceu, o problema dela realmente é muito associado a atletas (profissionais ou amadores) e bastante comum: no Centro de Cirurgia e Joelho do Instituo Nacional de Ortopedia e Traumatologia do Ministério da Saúde, 40% dos atendimentos são por causa de lesões nos ligamentos e meniscos.

Entenda o problema

O ligamento colateral medial fica na lateral da articulação, na "parte de dentro" da perna, e tem como principal função impedir que a perna gire para fora. "A lesão geralmente ocorre quando a perna está um pouco flexionada e faz o movimento de ir para fora, em esportes como luta, por exemplo", explicou ao VivaBem o ortopedista do Hospital Samaritano Alexandre Stivanin, especialista em cirurgia do joelho pela SBCJ (Sociedade Brasileira de Cirurgia do Joelho), e membro do Isakos (International Society of Arthroscopy, Knee Surgery and Orthopedic Sports Medicine).

Os principais sintomas da lesão são dor na lateral da articulação e inchaço. Dependendo do caso, a região machucada também pode ficar roxa.

E o ligamento desligou. #fisioterapia

Uma publicação compartilhada por Giuliana (@giulianamorrone) em

Tratamento geralmente não exige cirurgia

Em grande parte dos casos, o ligamento colateral medial se recupera sem cirurgia. "Como fica na parte de fora da articulação, onde não há líquido sinovial, o corpo tem a capacidade de regenerar esse ligamento", explica Stivanin. Geralmente, a operação no joelho só é necessária se a lesão é muito grave, também afeta o ligamento cruzado ou quando o ligamento colateral rompe perto do tendão que une a articulação ao osso da perna.

Quando a lesão ocorre somente no ligamento colateral medial e não é grave, o tratamento consiste em imobilizar a perna com órtese por cerca de uma semana e, posteriormente, fortalecer os músculos do quadríceps (coxa), que dão suporte ao joelho. "É comum a pessoa retomar a prática de atividade física até nove semanas após a lesão —ou antes se não praticar esportes de impacto", esclarece Stivanin.

Podcasts do UOL
Ouça o podcast Maratona, em que especialistas e corredores falam sobre corrida. Os podcasts do UOL estão disponíveis em uol.com.br/podcasts, no Spotify, Apple Podcasts, Google Podcasts e outras plataformas de áudio.

Movimento