PUBLICIDADE

Topo

Paola Machado

OPINIÃO

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados.

Por que é importante você fazer alongamentos durante o dia de trabalho

iStock
Imagem: iStock
Conteúdo exclusivo para assinantes
Paola Machado

Paola Machado é formada em educação física, mestre em ciências da saúde (foco em fisiologia do exercício e imunologia) e doutora em ciências da saúde (foco em fisiopatologia da obesidade e fisiologia da nutrição) pela Unifesp (Universidade Federal de São Paulo). Atualmente, atua como pesquisadora, desenvolvendo trabalhos científicos sobre exercícios, nutrição e saúde. CREF: 080213-G | SP

Colunista do VivaBem

19/11/2021 04h00

Para muitas pessoas, durante a pandemia do coronavírus ficou mais difícil praticar seus exercícios diários. De acordo com dados apresentados pela Agência Fapesp, "nos primeiros meses de confinamento, houve redução de 35% no nível de atividade física e aumento de 28,6% nos comportamentos sedentários, como passar mais tempo sentado e deitado, além de maior ingestão de alimentos não saudáveis".

Esse comportamento sedentário pode prejudicar a saúde. Quando você está sentando, gasta menos energia do que quando fica em pé. De acordo com a Mayo Clinic, pesquisas relacionaram ficar longos períodos na cadeira com uma série de problemas, que incluem obesidade, aumento da pressão arterial, glicemia elevada, excesso de gordura corporal ao redor da cintura e níveis anormais de colesterol.

Uma análise de 13 estudos sobre o tempo sentado e os níveis de atividade descobriu que aqueles que ficam na cadeira por mais de oito horas por dia, sem nenhuma atividade física, têm um risco de morte precoce semelhante ao gerado pela obesidade e pelo fumo.

No entanto, ao contrário de alguns outros estudos, esta análise de dados de mais de 1 milhão de pessoas descobriu que fazer 60 a 75 minutos de atividade física com intensidade moderada por dia neutralizou os efeitos de ficar sentado demais. Outro estudo descobriu que o tempo sentado contribuiu pouco para a mortalidade das pessoas mais ativas.

Mais estudos são necessários para compreender os efeitos da atividade física na saúde de quem passa o dia sentado. No entanto, parece claro que ficar menos na cadeira e buscar se movimentar mais contribui para uma saúde melhor.

Dani P. Johnson, fisioterapeuta de bem-estar do Programa de Vida Saudável da Mayo Clinic sugere que para ter mais saúde é importante que as pessoas que trabalham sentadas façam pausas a cada 30 a 45 minutos, para realizar alguns alongamentos simples.

"Nosso corpo pode ficar rígido. Sempre estamos um pouco curvados quando ficamos em nossas mesas, trabalhando", diz Johnson.

Ela explica que uma maneira simples de fazer isso é rotacionando os ombros, apenas movimentando-os para trás e para baixo. Outra atividade realmente excelente que você pode fazer é ir até uma parede, colocar as costas das mãos nela e simplesmente deslizar as mãos para cima e para baixo de forma bem lenta.

Não se preocupe se você não tiver acesso a equipamentos de academia. Johnson diz que sua mesa pode ser uma ótima ferramenta de exercícios, basta colocar as mãos sobre a mesa e estender-se para mover o glúteo para trás, trazendo os braços para a frente.

Tente realizar esses alongamentos ou faça uma pausa para caminhar a cada 30 a 45 minutos, qualquer movimento do dia a dia é muito importante e contribui para sua saúde. Levante-se!

*Com colaboração de Dani P. Johnson, fisioterapeuta de bem-estar do Programa de Vida Saudável da Mayo Clinic

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL