PUBLICIDADE

Topo

Paola Machado

OPINIÃO

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados.

A importância da propriocepção para evitar lesões no esporte

iStock
Imagem: iStock
Conteúdo exclusivo para assinantes
Paola Machado

Paola Machado é formada em educação física, mestre em ciências da saúde (foco em fisiologia do exercício e imunologia) e doutora em ciências da saúde (foco em fisiopatologia da obesidade e fisiologia da nutrição) pela Unifesp (Universidade Federal de São Paulo). Atualmente, atua como pesquisadora, desenvolvendo trabalhos científicos sobre exercícios, nutrição e saúde. CREF: 080213-G | SP

Colunista do VivaBem

20/07/2021 04h00

A propriocepção é o feedback e a capacidade inconsciente de sentir o movimento e a posição das articulações no espaço pelo sistema nervoso central, sem usar outros sentidos. Basicamente, é quando, mesmo de olhos fechados, você sabe onde está uma parte do corpo —você não precisar ver sua mão para conseguir levá-la até a nuca, certo?

Essa informação da posição de partes do nosso corpo chega ao nosso cérebro por meio de mecanoreceptores que ficam localizadas dentro dos músculos, ligamentos, articulações, ossos e pele.

Esses mecanoreceptores trabalham juntamente com outras informações de outros sistemas que se complementam com informações como o sistema visual e vestibular e influenciam no equilíbrio e controle neuromuscular. Esse feedback sobre a posição do corpo e membros no espaço e a "consciência" para responder e sentir estímulos externos informam ao cérebro como reagir rapidamente para proteção do próprio corpo alterando o movimento, se necessário.

Por exemplo, quando estamos parados, trabalhando, e viramos o pescoço bruscamente para buscar um objeto, alguns estímulos de percepção externa detectam a alteração da tensão muscular e enviam informações para o cérebro, para que o músculo entre em ação rapidamente, contribuindo para mais estabilidade ao movimento, evitando uma possível lesão.

Agora, pense na importância da propriocepção conforme estamos em pé, carregando um peso e precisamos manter nosso equilíbrio e segurança articular ao realizar movimentos como agachar, rotacionar ou simplesmente caminhar com essa sobrecarga.

Entenda a importância da integridade da capacidade de propriocepção

- Por que após uma lesão ficamos mais propensos a ter outra lesão?

Após lesão em alguma articulação, você já sentiu que algo mudou? Uma instabilidade, fraqueza, perda de controle nos movimentos ou sentiu que as reações que eram rápidas, como o reajuste de equilíbrio e agilidade, se tornaram mais lentas?

A própria lesão ou o processo cirúrgico afetam os receptores proprioceptivos, principalmente quando envolvem grandes articulações como ombro, quadril, joelho e tornozelo. É como se houvesse uma falha nos canais de transmissão dessa informação, que leva à perda dessa memória proprioceptiva:

  • Gera déficits na estabilização articular neuromuscular

  • Maior risco de lesões capsulares, ligamentares, articulares

  • Instabilidade na realização de movimentos

Por isso, de nada adianta pensar que por estar sem dores, sem inflamação, você pode começar (por conta própria) a fortalecer e focar somente na musculatura ou voltar ao ritmo anterior de treinos ou mesmo de estilo de vida.

Lembre-se que, se ainda há falha na comunicação externa e interna dessa rede de feedback proprioceptivo, o resultado da recuperação sem as etapas dos exercícios proprioceptivos será pouco eficaz. É nesse contexto que irei explicar mais sobre como esses exercícios proprioceptivos podem cumprir papel fundamental na recuperação funcional das capacidades do corpo.

- Já ouviu falar em exercício proprioceptivo?

Assim como pouco se fala sobre propriocepção, menos ainda se sabe da importância e como seriam os treinos proprioceptivos para a saúde articular.

O objetivo dos exercícios proprioceptivos é melhorar a capacidade do cérebro de sincronizar a atividade muscular, auxiliando na estabilidade durante os movimentos.

O treinamento proprioceptivo permite reaprender os movimentos de atividades de vida diária e, em especial, em caso de atletas após lesões esportivas, permite retornar aos gestos esportivos com segurança, minimizando o risco de novas lesões.

Esses exercícios:

  • geram adaptações aos receptores sensoriais

  • quanto mais repetições, maior estímulo de memorização de cada movimento

  • funcionam como um gatilho ao qual o corpo recorre quando está em situação de necessidade

  • deixam o corpo preparado e em alerta para estados e ajustes de reação rápida

- Apenas pessoas que sofreram lesão deveriam fazer treinos proprioceptivos?

Não! Novamente reforço que é melhor prevenir que remediar!

Por que não inserir exercícios proprioceptivos em sua rotina diária de treinamento? Você não precisa esperar se lesionar para começar a investir nesse treinamento. A chave do treinamento proprioceptivo não está na intensidade, mas na consistência. Procure um fisioterapeuta ou profissional de educação física para orientar quais são os exercícios mais adequados para serem inseridos na sua rotina.

A autoconsciência, conhecida como propriocepção, é a capacidade natural do seu corpo de reconhecer seu estado no ambiente externo e isso pode ser aprimorado e desenvolvido. Essa autopercepção das posições do corpo quando estamos parados ou em movimento garante saúde e segurança para pessoas de todas as idades. Essa autoconsciência é a capacidade natural do seu corpo de reconhecer seu estado no ambiente externo.

*Colaboração Dra. Renata Luri Toma, Fisioterapeuta Doutorada pela UNIFESP e sócia da Clínica La Posture e Juliana Satake, Fisioterapeuta Especializada pela Unicamp

Referências:

  • Ribas, Letícia Oscar; Schedler, Filipe Boeira; Pacheco, Ivan; Pacheco, Adriana Moré Propriocepção e reforço muscular na estabilidade do tornozelo em atletas de futsal feminino. Revista Brasileira de Medicina do Esporte; v.23, n.5, p.412-417; 2017.

  • Silva, Francklin Trindade da; Stocco, Thiago Domingues. Knee proprioception in individuals submitted to partial menistectomy and meniscal repair: observational study. Rev. Pesqui. Fisioter ; 10(2): 264-273, 2020.

  • Wu, Jia-Qi et al.Proprioceptive training on the recovery of total knee arthroplasty patients: A meta-analysis protocol of randomized controlled trial.99(51): e23757, 2020.

  • Thomas E, Battaglia G, Patti A, Brusa J, Leonardi V, Palma A, Bellafiore M. Physical activity programs for balance and fall prevention in elderly: A systematic review. Medicine (Baltimore). 2019 Jul;98(27):e16218. doi: 10.1097/MD.0000000000016218. PMID: 31277132; PMCID: PMC6635278.

  • Domínguez-Navarro F, Igual-Camacho C, Silvestre-Muñoz A, Roig-Casasús S, Blasco JM. Effects of balance and proprioceptive training on total hip and knee replacement rehabilitation: A systematic review and meta-analysis. Gait Posture. 2018 May;62:68-74. doi: 10.1016/j.gaitpost.2018.03.003. Epub 2018 Mar 5. PMID: 29525292.

  • Rivera MJ, Winkelmann ZK, Powden CJ, Games KE. Proprioceptive Training for the Prevention of Ankle Sprains: An Evidence-Based Review. J Athl Train. 2017 Nov;52(11):1065-1067. doi: 10.4085/1062-6050-52.11.16. Epub 2017 Nov 15. PMID: 29140127; PMCID: PMC5737043.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL