Topo

Viagem

Roteiros internacionais


Países pouco conhecidos revelam atrações e cenários surpreendentes

Marcel Vincenti

Colaboração para o UOL

12/11/2019 04h00

Entre os mais de 190 países do mundo, há alguns que são extremamente famosos por causa de seus atrativos turísticos, como Itália, França, Brasil e Estados Unidos.

Mas, em cantos recônditos do globo terrestre, há nações com belas paisagens cuja existência é ignorada por muita gente.

São territórios de pequenas dimensões, que não se encontram na rota do turismo de massa e que abrigam cenários tão lindos quanto obscuros.

Quer fazer uma viagem original e com potencial para render grandes fotografias em suas próximas férias? A seguir, veja países dos quais você (provavelmente) nunca ouvir falar, mas que possuem atrações para lá de bonitas.

Kiribati

EvaKaufman/Getty Images/iStockphoto
Imagem: EvaKaufman/Getty Images/iStockphoto

Pouca gente sabe, mas este arquipélago do oceano Pacífico é o primeiro país do mundo a celebrar o Ano-Novo.

Além desta curiosidade, o local (que tem menos de 120 mil habitantes) abriga praias onde impera um ambiente selvagem e nas quais os visitantes se encantam com um mar cristalino que forma piscinas naturais junto à orla.

Entre os pedaços de terra mais bonitos do arquipélago está Butaritari, com praias dominadas por coqueiros e banhadas por água rasinha.

Neste local há também monumentos que lembram a Segunda Guerra Mundial: Butaritari foi palco de combates entre os Estados Unidos e o Japão durante o conflito.

eSwatini

wrangel/Getty Images/iStockphoto
Imagem: wrangel/Getty Images/iStockphoto

Antigamente chamado de Swazilândia, o país (que tem nome com primeira letra minúscula) fica entre a África do Sul e Moçambique.

Além de ter um rei (o monarca Mswati 3º), este território tem atrativos turísticos interessantes, como as áreas de safári Malolotja Nature Reserve e Mkhaya Game Reserve (esta última é considerada um dos melhores lugares da África para admirar rinocerontes).

Outra atividade turística muito famosa por lá é o rafting nas águas do rio Lusutfu, que cruzam ambientes selvagens que poderiam estar em um filme do Indiana Jones.

E turistas amantes da adrenalina ainda tentam escalar a gigantesca formação rochosa Sibebe Rock, um dos monumentos naturais mais bonitos do país.

Lesotho

HannesThirion/Getty Images/iStockphoto
Imagem: HannesThirion/Getty Images/iStockphoto

O reino está em uma região montanhosa dentro do território da África do Sul e tem como um de seus destaques a cachoeira Maletsunyane (na foto), com quase de 200 metros de altura e que deságua em um cânion verdejante.

O Sehlabathebe National Park, por sua vez, é um paraíso das trilhas, no qual turistas fazem longas caminhadas entre montanhas, lagoas e grutas.

Tuvalu

mbrand85/Getty Images/iStockphoto
Imagem: mbrand85/Getty Images/iStockphoto

O arquipélago fica em uma região remota do sul do oceano Pacífico e é um país visitado por pouquíssimos milhares de turistas a cada ano.

É um local servido por um número pequeno de voos, mas quem se aventura para ir até lá tem a chance de conhecer praias como a vista na foto acima, com orlas marcadas por uma areia fininha e um calmo mar de água cristalina.

Este é também um ótimo destino de mergulho, com seu litoral cheio de corais e peixes coloridos.

A principal ilha local se chama Fongafale, onde é possível encontrar infraestrutura turística, com pousadas e restaurantes.

Palau

Getty Images
Imagem: Getty Images

Outro destino desconhecido no oceano Pacífico, este arquipélago é famoso entre alguns turistas por abrigar um lago marinho chamado Ongeim'l Tketau e que é cheio de águas-vivas.

O local pode ser explorado em sessões de mergulho, nos quais os viajantes se veem cercados pelos bichos de corpo transparente e gelatinoso.

Por sorte, as águas-vivas deste lago, chamadas Mastigias papua etpisoni, são inofensivas: as pessoas podem nadar tranquilamente entre elas.

Lá também tem ilhas banhadas por água azul-turquesa (como visto acima) e verdadeiros recantos da natureza que abrigam pássaros exóticos, peixes coloridos e animais como o mamífero marinho dugongo.

Niue

Getty Images
Imagem: Getty Images

Trata-se de uma ilha de 260 quilômetros quadrados e que tem aproximadamente (e só) 2.000 habitantes (menos da metade do número de moradores do edifício Copan, em São Paulo).

Mas Niue, que fica a cerca de 2.400 quilômetros da Nova Zelândia, possui muitas belezas: seu território insular é cercado por recifes de corais, que fazem com que a água que banha sua costa seja, em muitos pontos, rasinha e cristalina.

Lá não faltam áreas oceânicas ideais para praticar snorkel e trilhas que, percorridas de moto, a pé ou carro, levam a cavernas incríveis.

Há opções de acomodação e restaurantes na capital Alofi.

Montserrat

Derek Galon/Getty Images/iStockphoto
Imagem: Derek Galon/Getty Images/iStockphoto

Ao pensar em Caribe, provavelmente, virá à sua cabeça nomes e imagens de lugares famosos como Punta Cana (na República Dominicana), Cancún (México) e Varadero (Cuba).

Mas, nesta turística região do mundo, há territórios que ainda permanecem fora do radar do grande público, como este território ultramarino do Reino Unido.

A ilha, visitada por menos de 10.000 viajantes estrangeiros anualmente, abriga mais de 40 quilômetros de praias, além de lindos terrenos montanhosos cobertos por densa vegetação.

O local, no entanto, tem um passado que pode afugentar potenciais visitantes: em 1995, o vulcão Soufrière Hills, localizado na ilha, entrou em atividade e devastou a capital local, Plymouth, desalojando grande parte de sua população. Má notícia: ele continua ativo.

Roteiros internacionais