Topo

Viagem

Ecoturismo


Para fugir da poluição: veja recantos do ecoturismo no Estado de São Paulo

Marcel Vincenti

Colaboração para o UOL

11/05/2019 04h00

Você está cansado da poluição, do trânsito caótico e do ambiente frenético da cidade de São Paulo?

Pois saiba que, relativamente perto da capital paulista, há diversos destinos de ecoturismo que têm potencial para transportar qualquer um para cenários que constituem a antítese da Pauliceia Desvairada.

São áreas de proteção ambiental que abrigam praias selvagens, trilhas no meio da mata, cachoeiras enormes, rios cristalinos e um ambiente de paz que, provavelmente, irá acalmar o mais estressado dos paulistanos.

A seguir, conheça recantos ecoturísticos não muito longe do município de São Paulo que merecem uma visita.

Parque Estadual da Ilha do Cardoso

Divulgação/SIMA
Imagem: Divulgação/SIMA

Quando querem curtir uma praia cercada por muito verde, diversos paulistanos vão para o litoral norte do Estado, onde existem lugares paradisíacos como Ilhabela e Ubatuba.

Mas, na costa sul do território paulista, há recantos litorâneos com muita beleza, como o Parque Estadual da Ilha do Cardoso, que se espalha por mais de 13 mil hectares.

Nesta área protegida, o visitante entra em contato com diversos tipos de vegetação de Mata Atlântica, que divide paisagem com praias de aspecto selvagem, costões rochosos, restingas, manguezais, rios e paisagens montanhosas.

No parque também vivem animais como o papagaio-de-cara-roxa e o jacaré-do-papo-amarelo.

Além de curtir paisagens marítimas, os visitantes podem fazer belas caminhadas por lá, como a Trilha da Cachoeira Grande e a Trilha da Cachoeira do Ipanema.

ONDE: Cananeia

DISTÂNCIA DE SÃO PAULO: Aproximadamente 260 km

MAIS INFORMAÇÕES: www.fflorestal.sp.gov.br/ilha-do-cardoso/home/

Parque Nacional da Serra da Bocaina

Getty Images/iStockphoto
Imagem: Getty Images/iStockphoto

O Parque Nacional da Serra da Bocaina se espalha entre os Estados de São Paulo e Rio de Janeiro e constitui um verdadeiro paraíso do ecoturismo.

É um local com uma variedade impressionante de paisagens, que inclui rios, cachoeiras e cenários montanhosos, com extensas áreas de mata Atlântica.

Uma das portas de entrada do parque é o município paulista de São José do Barreiro, de onde é possível começar incursões que chegam a cartões-postais como a cachoeira de Santo Izidro (com cerca de 70 metros de altura e poço para banho), a cachoeira dos Veados (com duas quedas de mais de 100 metros de altura) e a mirantes com vista fantástica para a região.

É recomendável contratar, com boa antecedência, uma agência de ecoturismo para explorar o Parque Nacional da Serra da Bocaina. Uma das empresas especialistas neste roteiro (que pode durar vários dias) é a Pisa Trekking.

ONDE: São José do Barreiro (cidade que é porta de entrada para o parque)

DISTÂNCIA DE SÃO PAULO: Aproximadamente 280 km

MAIS INFORMAÇÕES: www.icmbio.gov.br/parnaserradabocaina/guia-do-visitante.html

Parque Estadual Turístico Alto do Ribeira

Divulgação/SIMA
Imagem: Divulgação/SIMA

Também conhecido como Petar, o Parque Estadual Turístico Alto do Ribeira é um dos mais fantásticos destinos de ecoturismo de São Paulo.

Isso porque o local tem um sistema de cavernas com paisagens subterrâneas fascinantes.

Há mais de 300 cavernas cadastradas no Petar (parte delas abertas a visitas turísticas), além de áreas de Mata Atlântica com alto grau de preservação e árvores que chegam a ter 30 metros de altura.

E, dentro do parque, existem animais como a onça-pintada e o enorme primata mono-carvoeiro.

A Trilha da Caverna Santana é uma das caminhadas mais interessantes para fazer no Petar. As incursões às cavernas são realizadas com monitores.

ONDE: Apiaí

DISTÂNCIA DE SÃO PAULO: Aproximadamente 340 km

MAIS INFORMAÇÕES: www.fflorestal.sp.gov.br/petar/home/

Parque Estadual Campos do Jordão

Divulgação/SIMA
Imagem: Divulgação/SIMA

Além de ser um destino de inverno frequentado pela elite paulistana, Campos do Jordão oferece oportunidades de ecoturismo, que pode ser praticado no Parque Estadual Campos do Jordão, área protegida que se espalha por mais de 8.000 hectares.

Ao passear por esta região, turistas podem contemplar bosques com araucárias e uma fauna riquíssima, que inclui pássaros como o papagaio-de-peito-roxo, o tico-tico-do-banhado, o choquinha-da-serra e o sabiá-do-banhado.

O parque é também cortado por trilhas que levam a cachoeiras e pelo rio Sapucaí, tudo cercado pelas lindas paisagens montanhosas da Serra da Mantiqueira.

ONDE: Campos do Jordão

DISTÂNCIA DE SÃO PAULO: Aproximadamente 200 km

MAIS INFORMAÇÕES: www.fflorestal.sp.gov.br/pcampos-do-jordao/home/

Parque Estadual Marinho Laje de Santos

Divulgação/SIMA
Imagem: Divulgação/SIMA

Outro belo destino de ecoturismo do litoral paulista é o Parque Estadual Marinho Laje de Santos, único parque marinho do Estado de São Paulo. Trata-se de um dos principais pontos de mergulho e fotografia submarina do Brasil.

O local fica a cerca de 22 milhas náuticas da costa paulista e abriga a Laje de Santos, formação rochosa no meio do oceano que tem 550 metros de comprimento, 185 metros de largura máxima e exibe um cume que chega a mais de 30 metros de altitude.

Seu formato lembra a imagem de uma baleia e, em sua superfície, é possível ver diversas aves marinhas, como atobá-marrom e o trinta-réis-de-bando, que usam o lugar como ponto de reprodução e descanso.

E, ao mergulhar no Parque Estadual Marinho Laje de Santos, o turista tem a chance de admirar animais como tartarugas e raias. No local, há sessões de mergulho que chegam a mais de 40 metros de profundidade.

Viajantes contratam empresas turísticas para explorar o parque. Mais informações aqui.

ONDE: Santos

DISTÂNCIA DE SÃO PAULO: Aproximadamente 120 km (contando com o trajeto marítimo)

MAIS INFORMAÇÕES: www.fflorestal.sp.gov.br/marinho-da-laje-de-s/home/

Parque das Neblinas

Eliza Carneiro/Parque das Neblinas
Imagem: Eliza Carneiro/Parque das Neblinas

Localizado entre Mogi das Cruzes e Bertioga, no alto da Serra do Mar, o Parque das Neblinas é uma área de natureza de propriedade da empresa Suzano que recebe visitas turísticas.

Trata-se de um local que abriga terrenos de densa mata Atlântica e a bacia do rio Itatinga.

Lá, há lindas caminhadas como a Trilha do Mirante, feita com monitores, com 11 km de extensão (contando a ida e a volta) e que leva a um mirante que oferece vista para o litoral de Bertioga.

Os visitantes também podem percorrer o rio Itatinga com caiaques infláveis, andar de bicicleta no meio da mata e até acampar no meio da floresta. Todas as atividades são pagas.

É preciso agendar antecipadamente as visitas ao parque.

ONDE: Mogi das Cruzes e Bertioga

DISTÂNCIA DE SÃO PAULO: Aproximadamente 100 km

MAIS INFORMAÇÕES: parquedasneblinas@ecofuturo.org.br e (11) 4724-0555

Parque Estadual Jaraguá

Divulgação/SIMA
Imagem: Divulgação/SIMA

E que tal visitar uma enorme área de ecoturismo sem sair da cidade de São Paulo?

Isso pode ser feito no Parque Estadual Jaraguá, na zona norte da capital paulista, que abriga um dos últimos grandes remanescentes de mata Atlântica da Região Metropolitana de São Paulo.

É uma área com montanhas que ultrapassam os 1.100 metros de altitude e podem ser vistas de várias partes da capital paulista.

E o parque é cortado por trilhas ao redor das quais vivem animais como macaco-prego, tucano-do-bico-verde e bicho-preguiça.

Uma das melhores caminhadas da área é a Trilha do Silêncio, que, em seus 828 metros de extensão, imerge o turista na mata Atlântica. "A trilha leva esse nome devido à vegetação densa que abafa grande parte dos ruídos produzidos pelas rodovias que cercam o parque", informa a secretaria de Infraestrutura e Meio Ambiente do Estado de São Paulo.

Nesta região também está o Pico do Jaraguá, de onde se tem vistas panorâmicas fantásticas da cidade de São Paulo.

ONDE: São Paulo

DISTÂNCIA DA PRAÇA DA SÉ: 16 km

MAIS INFORMAÇÕES: www.fflorestal.sp.gov.br/jaragua/home/

Mais Ecoturismo