PUBLICIDADE

Topo

Podcast

Sexoterapia

A sexóloga Ana Canosa e a jornalista Marina Bessa conduzem o papo sobre sexo e relacionamento.


Sexoterapia

Sexoterapia #28: "Meu filho de 12 anos é uma criança trans"

de Universa

04/09/2020 04h00

Aos 10 anos, o filho da artista plástica Rafa Mon, 41, contou para ela que gostava de meninos, de se vestir com roupas femininas, de usar maquiagem, e que se identificava como uma pessoa sem gênero. A reação dela foi acolher o filho e se esforçar para compreender melhor esse universo das crianças LGBT, até então desconhecido para ela. "Aquilo tudo era novidade para mim, eu não fazia distinção entre gênero e sexualidade, por exemplo. Comecei a estudar muito e a entender todas as diferenças por causa do David", afirma.

A artista plástica conta que, ao contrário dela, David já tinha bastante intimidade com o tema, sobre o qual vinha pesquisando na internet. "Quando ele me disse que gostava de meninos, eu perguntei se ele era gay. Ele respondeu que não era gay porque ele não tinha gênero definido", lembra. A maneira natural e despreocupada com a qual o filho lidou com a descoberta sobre sua sexualidade e sua identidade de gênero a surpreendeu, mas não o fato de ele não seguir os padrões que a sociedade espera de um menino.

Segundo Rafa, David já dava sinais desde muito pequeno sobre sua predileção pelo universo dito feminino: sempre gostou de brinquedos atribuídos a meninas, odiava as aulas de jiu-jitsu, ficou supermagoado ao ganhar um skate de presente de natal (que ela teve que trocar no dia seguinte por patins). "Quando ele tinha uns cinco anos, eu passei a máquina no cabelo dele, porque estava muito calor. Ele ficou quase um mês sem falar comigo, porque estava deixando crescer. Me arrependi muito disso depois.", conta.

A revelação

"Um dia, Davi me pediu para eu o levar ao shopping, porque ele não gostava mais de nenhuma das suas roupas. Eu não entendi nada. Ele nunca foi uma criança ligada a compras, a shopping", conta Rafa. "Fui com ele a uma loja e ele seguiu direto até as araras femininas e foi pegando saias e blusas de lantejoulas, sem o menor pudor. Eu me senti emocionada e aliviada por tudo aquilo ser tão natural para ele", relembra.

Apesar da dificuldade natural em entender o universo do filho, Rafa não teve problema nenhum em aceitá-lo. "Quando ele me contou, foi até um alívio. No fundo, eu sempre soube. E ninguém merece ficar dentro do armário", diz. dia,

Rafa sabe que essa naturalidade tem relação com o fato de David ter crescido em um ambiente aberto ao diálogo e à diversidade, tanto em casa como na escola, e, por esse motivo, ter experimentado raríssimos episódios de preconceito. Mas ela deixa claro para o filho, hoje com 12 anos, que fora do que ela chama de "bolha" em que vivem, nem sempre as coisas vão ser tão fáceis.

Ela conta que entre suas maiores preocupações está a questão de qual banheiro o filho irá usar fora de casa e da escola (onde tem um banheiro sem gênero). "Como ele se veste com roupas do universo feminino, eu sempre o oriento ao ir ao banheiro feminino. Como ele ainda tem um corpinho de criança, é mais fácil, ela passa por menina mais facilmente. Isso vai ser um problema maior quando o corpo dele mudar", diz.

Além de orientar o filho sobre essas e outras questões, Rafa também criou um instagram no qual mostra o dia a dia da sua relação com David. "Meu maior ativismo está em expor minha relação de amor com ele, que não é dentro do padrão da sociedade. Minha maior luta é fazer com que as pessoas entendam que as crianças LGBT existem e precisam ser protegidas", diz.

Para saber mais

  • Séries: Transparente (Amazon), Clube das Babás (Netflix)
  • Livro: "Mãe Sempre Sabe?", Edith modesto, editora Record
  • Vídeo: "Meu primeiro sutiã", versão da Associação nacional da Associação Nacional de Travestis e Transexuais
  • Reportagem: "De menino, de menina", de Universa

Acompanhe o Sexoterapia

Identidade de gênero e sexualidade é o tema do vigésimo oitavo episódio do podcast Sexoterapia, que em sua quarta temporada vai mergulhar na história de uma única personagem. Nesse episódio, as apresentadoras Marina Bessa, editora-chefe de Universa, e Ana Canosa, sexóloga, recebem a artista plástica Rafa Mon.

Sexoterapia vai ao ar às sextas-feiras e está disponível no UOL, no Youtube de Universa e nas plataformas de podcasts, como Spotify, Apple Podcasts, no Castbox e Google Podcasts. A quarta temporada tem oito episódios.

Sexoterapia