PUBLICIDADE

Topo

Croatas queimam bonecos contra adoção de crianças por casais do mesmo sexo

População croata protesta contra adoção de crianças por casais do mesmo sexo - Reprodução/Instagram @dalmacija_news
População croata protesta contra adoção de crianças por casais do mesmo sexo Imagem: Reprodução/Instagram @dalmacija_news

De Universa

24/02/2020 10h48

Moradores da Croácia contrários à união entre pessoas do mesmo sexo queimaram um casal de bonecos homens —um deles com o rosto do presidente Zoran Milanović— segurando uma boneca, em pleno Carnaval. Antes do ato, a população enrolou a réplica com um lenço nas cores do arco-íris, e a desfilou pelas ruas de Imotski, no interior da Dalmácia. Tudo isso na presença de crianças.

O boneco tinha também o rosto da parlamentar de esquerda do Partido Social Democrata Nenad Stazić, que recentemente pediu que casais do mesmo sexo pudessem ter filhos. Antes do incêndio, uma pessoa gritava ao microfone: "Minha cabeça está girando com essa cultura da morte. Este ano, vamos incendiar esta família grotesca com o bebê Nenad Stazić!". A população então dançou e aplaudiu diante do ato.

A Croácia proíbe a discriminação contra a população LGBTQI+, mas os casais homoafetivos não podem se casar, e sim registrar a união no civil. Em 2013, o país proibiu o casamento entre pessoas do mesmo sexo, com aprovação de 66% dos eleitores.

O presidente croata Zoran Milanović, condenou a queima dos bonecos e, num post no Facebook, chamou a atitude de triste, desumana, desagradável e totalmente inaceitável.

"O ódio pelos outros, a intolerância e a desumanidade não são e nunca serão uma tradição croata", ele escreveu.

Diversidade