PUBLICIDADE

Topo

Gilmar Mendes diz que situação de grupos LGBT em presídios é "dramática"

19.jun.2019 - O ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal, durante entrevista ao UOL - Kleyton Amorim/UOL
19.jun.2019 - O ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal, durante entrevista ao UOL Imagem: Kleyton Amorim/UOL

De Universa

07/02/2020 07h53

O ministro do STF (Supremo Tribunal Federal) Gilmar Mendes classificou como "dramática" a situação dos grupos LGBT nas penitenciárias brasileiras. Ele se referia a um relatório inédito do governo federal sobre o tratamento que a população LGBT tem nas prisões do país.

Chamado "LGBT nas prisões do Brasil: Diagnóstico dos procedimentos institucionais e experiências de encarceramento", o documento foi publicado na última quarta-feira (5) pelo Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos.

"É dramática a situação dos grupos LGBT nas penitenciárias brasileiras. Mulheres trans são sistematicamente torturadas e violentadas em presídios masculinos. O relatório de hoje reforça mais um ponto urgente de reforma do sistema prisional", afirmou o ministro por meio de sua conta no Twitter.

O documento mostra, por exemplo, ser prática comum que travestis e mulheres trans sejam tratadas como homens e forçadas a cortar o cabelo e não terem o nome social respeitado.

Diversidade