PUBLICIDADE

Topo

Diversidade

Impedida de usar banheiro, mulher trans denuncia shopping de Maceió

Lanna viralizou nas redes após se revoltar contra a conduta dos funcionários do shopping - Acervo pessoal
Lanna viralizou nas redes após se revoltar contra a conduta dos funcionários do shopping Imagem: Acervo pessoal

Ana Bardella*

De Universa

04/01/2020 12h40

Na noite de ontem começaram a circular pela internet gravações feitas dentro do Shopping Pátio Maceió, em Alagoas. Nos vídeos, uma mulher trans, identificada como Lanna Hellen, aparece denunciando em voz alta que foi impedida por um segurança de usar o banheiro feminino do local. "Esse segurança aqui ó", disse apontando para um funcionário do shopping. "Ele disse que eu não posso usar o banheiro feminino. Mas não tem nada, não. Do mesmo jeito que eu tô sendo constrangida, essa merda vai acabar. Travesti não pode usar o banheiro. Eu vou fazer xixi onde?", ela diz, em vídeo gravado por pessoas que presenciaram a cena.

Mais tarde, ela foi filmada em cima de uma das mesas da praça de alimentação, fazendo sua reclamação em voz alta. Ela recebeu tanto apoio quanto vaias das pessoas presentes e foi interrompida pelos seguranças, que a retiraram à força do lugar.

Em entrevista à Universa, Lanna contou: "Eles me levaram para onde fica o estoque do shopping. Estavam presentes quatro seguranças e dois bombeiros. Depois chamaram uma viatura policial e fui para a delegacia". Lá, registrou um Boletim de Ocorrência contra o estabelecimento.

Outro vídeo, no qual uma frequentadora do shopping estaria confrontando um dos funcionários, tem circulado nas redes. Ela teria recebido a resposta: "Ela se considera mulher, mas é um macho. É um macho".

Rapidamente a hashtag "#shoppingpatiotransfobico" se tornou a mais comentada no Twitter:

Procurado por Universa, o shopping negou as acusações por meio de uma nota:

"O Shopping Pátio Maceió esclarece que ontem (03), a equipe de segurança foi acionada em socorro a uma ex-funcionária transexual de uma das lojas, que subiu em uma mesa da Praça de Alimentação. A ação foi necessária para garantir a segurança da própria pessoa e dos demais clientes. Informamos também que em nenhum momento a cliente, até este fato, foi impedida de utilizar as instalações do Shopping. Esclarecemos que não houve registro de nenhuma pessoa impedida de usar o banheiro. O Shopping Pátio Maceió segue apurando os fatos e se mantém firme no compromisso de atender com respeito e segurança a todos os seus clientes. O Shopping informa, ainda, que recebe e acolhe com respeito e empatia a todos os públicos independente de orientação sexual ou identidade de gênero, e reitera que respeita os direitos assegurados no Brasil a toda comunidade LGBTI+ e repudia qualquer restrição do direito de ir e vir".

.*Com colaboração de Tryanda Verenna, de São Paulo.

Diversidade