PUBLICIDADE

Topo

Mulher é a primeira pansexual a ocupar cadeira no Parlamento britânico

Layla Moran é a primeira pessoa assumidamente pansexual a ser membro do Parlamento britânico - Tom Nicholson/Reuters
Layla Moran é a primeira pessoa assumidamente pansexual a ser membro do Parlamento britânico Imagem: Tom Nicholson/Reuters

De Universa, em São Paulo

03/01/2020 22h11

A britânica Layla Moran é a primeira pansexual a ser membro do Parlamento britânico. Na noite de ontem, ela divulgou uma mensagem nas redes sociais declarando viver "algo que nunca havia considerado antes".

A pansexualidade é quando a pessoa se interessa por qualquer identidade de gênero — algo que vai além da definição de masculino e feminino.

Em mensagem divulgada no Twitter, Moran escreveu: "2020 inicia uma nova década e uma nova caminhada em minha jornada. Ano passado me apaixonei por uma mulher incrível. Algo que eu nunca havia considerado antes. Agora estou apenas feliz."

Em entrevista ao Pink News, Moran disse ser pansexual por ser atraída pela personalidade das pessoas, independentemente de gênero, e sem levar em consideração atributos físicos.

Diversidade