PUBLICIDADE

Topo

Universa

Lavar o rosto com água fria ajuda a manter acne sob controle

Cecília Leite

Do UOL, em São Paulo

03/04/2015 08h05

Alterações hormonais típicas da idade fazem com que os adolescentes sejam alvo preferencial da acne. Pais de filhos nessa faixa etária não devem subestimar o incômodo que o problema causa e precisam incentivar que eles adotem uma rotina de limpeza da pele.

Como a acne aparece?

Os hormônios sexuais afetam as glândulas sebáceas fazendo com que elas passem a produzir secreção gordurosa de forma exagerada. Ao não conseguir passar pelos poros, a oleosidade se acumula formando comedões, conhecidos popularmente como cravos.

O acúmulo dessa substância retida pelos poros favorece a infecção por bactérias, originando pústulas, nome das espinhas já inflamadas.

Limpeza

Para ajudar, os pais podem estimular o adolescente a introduzir uma rotina básica de cuidados diários. O rosto deve ser limpo pela manhã, ao acordar, e também antes de dormir, com sabonete não comedogênico (ou seja, que não colabora para a formação de cravos).

Mas vale o alerta: se lavar a pele muitas vezes ao dia, o organismo entende que precisa repor a oleosidade e acaba acontecendo um rebote, que estimula ainda mais a produção de óleo e piora o quadro.
$escape.getH()uolbr_geraModulos('embed-foto','/2015/acne-adolescente-1427999810129.vm')“É muito importante enxaguar a pele sempre com água fria, pois o uso de temperaturas altas também estimula a oleosidade do rosto”, fala Isabela Fleischfresser Poffo, dermatologista do Hospital Israelita Albert Einstein, em São Paulo.

Segundo Luís Fernando Tovo, dermatologista do Hospital Sírio-Libanês, também na capital paulista, os pais devem explicar que o filho não pode apertar ou espremer as lesões. “Esse comportamento pode fazer com que virem cicatrizes ou marcas profundas, que, posteriormente, vão precisar de tratamentos intensos”, declara o especialista.

O que usar?

Quando é leve e a pele é mais sensível, a acne pode ser controlada com esfoliação, feita com sabonete esfoliante e não comedogênico, duas vezes na semana, e somente noas áreas com cravos.

Os sabonetes mais potentes, para peles muito oleosas, devem conter ácido salicílico e enxofre. Tônicos adstringentes, com composição mais alcoólica, também ajudam.

“Às vezes, é preciso usar algum tipo de ácido leve para cuidar, mas é um produto sempre indicado pelo dermatologista, que prescreve de acordo com cada caso”, diz Isabela, do Einstein.

Na hora de escolher o filtro solar, prefira um não comedogênico e, de preferência, em gel. “Evite esfoliantes e tônicos com álcool se o adolescente estiver passando por tratamento com ácido, para não arder nem irritar a pele”, fala a dermatologista.

Alimentação adequada

O papel da alimentação na formação da acne ainda é um assunto controverso. Luís Fernando Tovo diz que até hoje “nenhum estudo comprova que um alimento específico leva ao surgimento ou piora da acne”.

No entanto, para Isabela Fleischfresser Poffo, a oleosidade da pele pode aumentar e piorar a acne se o adolescente costuma ingerir comidas gordurosas.

"É melhor evitar frituras e alimentos que contenham castanhas e amendoins. O excesso de derivados de leite também deixa a acne mais inflamada em alguns casos”, diz a dermatologista.

Melina Kichler Cardoso, dermatologista da SBD (Sociedade Brasileira de Dermatologia), afirma que, em sua prática diária, observou que alguns pacientes associam a piora do quadro com determinada alimentação.

“A orientação que dou sempre é: se acha que algum alimento piora a sua pele, e esse item não lhe fará falta do ponto de vista nutricional, evite o consumo excessivo.”

Universa