PUBLICIDADE

Topo

Universa

Sergio Santana conta em livro sua trajetória desde o estágio com Burle Marx

VLADIMIR MALUF

Da Redação

16/01/2011 07h00

Uma série de trabalhos do arquiteto paisagista Sergio Santana foi reunida em um livro para comemorar os 34 anos de carreira do profissional. "Planejamento e Desenho da Paisagem" (Editora C4) tem autoria de Ilka Stern Cohen, doutora em História Social pela Universidade de São Paulo. A publicação traz projetos criados por Sergio Santana para residências, condomínios, empresas e hotéis, além de um resumo de sua trajetória, que começou ao lado de Roberto Burle Marx.

No início da década de 1970, Sergio viajou para os Estados Unidos com o intuito de estudar inglês. Lá, conheceu o curso de arquitetura paisagística da Louisiana State University. Decidiu, então, estender sua estada no país e se formar arquiteto de paisagem, profissão que ainda era desconhecida no Brasil.

Enquanto estudante, Sergio trabalhou como síndico, jardineiro e motorista para visitantes interessados em conhecer jardins e viveiros norte-americanos. Em 1976, foi estagiário do paisagista Roberto Burle Marx, que, naquela época, já era internacionalmente conhecido. Exigente, Burle Marx pediu que o então aprendiz passasse três meses no Jardim Botânico do Rio de Janeiro, para estudar a flora brasileira.

A continuação dessa história, que relata superficialmente como Sergio se tornou um empresário internacional, ocupa apenas as primeiras das 219 páginas do livro. A publicação é praticamente toda composta por descrições breves de projetos assinados pelo paisagista, ilustradas com dezenas de fotos e desenhos de suas obras.

Serviço
Título: "Planejamento e Desenho da Paisagem - Sergio Santana"
Editora: C4
Acabamento: Capa Dura
Páginas: 219
Preço: R$ 120

Universa