PUBLICIDADE

Topo

Universa

Pai de Meghan diz que vê sorriso de dor da filha e que ela está pressionada

Thomas Markle e a filha, Meghan - Reprodução/Instagram
Thomas Markle e a filha, Meghan Imagem: Reprodução/Instagram

Da EFE, em Londres

15/07/2018 13h34

 Thomas Markle, pai da duquesa de Sussex, Meghan Markle, afirmou neste domingo que não consegue manter contato com a sua filha e que ela estaria disfarçando as tensões da vida com a família real com um "sorriso de dor".

Em entrevista ao jornal britânico "The Sun", Thomas, de 73 anos, disse que está preocupado com Meghan, que acredita que ela está sendo muito pressionada e que não reconhece seu sorriso.

Veja também


"Acho que ela está apavorada. Vejo nos olhos dela, em seu rosto e em seu sorriso. Eu a vi sorrir durante anos, conheço bem o jeito dela, e não gosto do que estou vendo agora. Este não é nem um sorriso de palco, é um sorriso de dor. Podem ser apenas alguns dias ruins, não sei. Mas isso realmente me preocupa. Eu acho que ela está sob muita pressão", disse.

Thomas lamentou não ter comparecido ao casamento de Meghan com o príncipe Harry no dia 19 de maio, no Castelo de Windsor, quando se recuperava de uma cirurgia cardíaca.

Apesar dos rumores de que não teria ido devido ao incidente no qual teria combinado com um paparazzi de encenar fotos experimentando ternos e recebido 100 mil euros, o pai da duquesa garantiu que Meghan e Harry mandaram mensagens para ele dizendo que não havia com o que se preocupar.

"Toda vez que vejo ou ouço sobre o casamento, estou pagando por isso. Não é fácil. Harry e Meghan ligaram e disseram: 'Você não precisa se preocupar com nada. Você tem três ternos te esperando e sapatos para usar. Havia um esquema para me levar ao aeroporto, mas horas depois senti mais dores e voltei ao hospital", alegou.

Thomas passou por uma cirurgia cardíaca e ficou internado. Ele ainda está se recuperando, mas já está em casa.

"Eu deveria ter estado lá. Todos diziam que eu estava apavorado para andar com ela até o altar, mas estava preparado para fazer isso. Tinha um discurso escrito. Meghan estava absolutamente maravilhosa", acrescentou.

Segundo o pai da duquesa de Sussex, ele não consegue ter contato com a filha. Diz que liga, mas não consegue falar, e critica a possibilidade de estar sendo mantido afastado por causa do episódio com as fotos.

"Metade da Grã-Bretanha parece fazer uma fortuna vendendo fotos da minha filha e do marido dela. Eles são evitados? Eu já pedi desculpas à família real. Sou bastante franco sobre certas coisas, mas não sou diferente de qualquer outro pai", argumentou.

A mãe de Meghan, Doria Ragland, que se separou de Thomas em 1988, foi a única parente da noiva na igreja. O pai afirmou que ficou chateado por ela ter ficado sozinha durante a cerimônia.

"Achei errado ver Doria sentada sozinha. Não havia razão para que ela não pudesse estar com a realeza", disse.

Thomas também criticou as roupas que Meghan tem usado nos compromissos oficiais com a família real.

"Meghan parece tirada de um filme antigo. Por que, em 2018, precisa se vestir como em 1930? Por que tem que cobrir seus joelhos? Há um alto preço a se pagar para casar com essa família", afirmou.

Apesar das críticas, o pai da duquesa de Sussex disse na entrevista que é muito grato ao príncipe Charles por ter conduzido sua filha ao altar.

"Fiquei muito feliz em ver o príncipe Charles intervir e caminhar com Meghan pelo corredor. Eu estava triste por não ser eu, mas muito feliz por ter sido ele. Eu adoraria apertar sua mão e agradecê-lo por isso", concluiu.

Universa