PUBLICIDADE
Topo

Galaxy S20 FE x iPhone 13 mini: melhor economizar ou levar um mais potente?

Divulgação/Tilt
Imagem: Divulgação/Tilt

Rodrigo Lara

Colaboração para Tilt, em São Paulo

12/10/2021 04h00Atualizada em 13/10/2021 11h02

Celular top de linha, para quem pode gastar um pouco mais, mas não quer pagar R$ 10 mil num aparelho? Tanto Samsung quanto Apple têm versões de entrada de seus aparelhos mais poderosos. Vamos falar hoje do Galaxy S20 FE, lançado em 2020, e do iPhone 13 mini, que ainda não chegou ao Brasil, mas que deve chegar em breve. Ambos são versões "acessíveis" de celulares que reúnem câmeras muito boas, desempenho rápido e tecnologias avançadas.

Por ser um modelo do ano passado, o Galaxy S20 FE teve seu preço reduzido consideravelmente. Lançado por R$ 4.499, ele já pode ser encontrado por valores próximos dos R$ 2.000, bem menos que os R$ 4.000 em média cobrados pelo Galaxy S21.

Já o iPhone 13 mini é o aparelho de entrada da nova gama da Apple e, mesmo ainda não lançado no país, já tem preço: R$ 6.599 em sua versão de 128 GB —abaixo, portanto, dos R$ 7.599 iniciais do iPhone 13.

Sim, sabemos: a diferença de preço entre os dois é gritante. Porém, eles se encaixam na mesma categoria de smartphones e satisfazem os desejos dos fãs dos dois principais ecossistemas de celular, Android e iOS.

Por isso, decidimos comparar a ficha técnica dos dois para descobrir se vale economizar em um deles ou se é mais vantajoso investir num telefone mais potente e caro.

  • Galaxy S20 FE: 159,8 mm x 74,5 mm x 8,4 mm e 190 gramas
  • iPhone 13 mini: 131,5 mm x 64,2 mm x 7,7 mm e 141 gramas

O Galaxy S20 FE tem visual bastante similar ao do Galaxy S20, mas adota alguns recursos para ser um aparelho mais em conta, como a traseira em plástico. A moldura é de alumínio e, atrás, ele tem um módulo retangular que abriga as três lentes da câmera mais o flash.

Já na frente, a tela ocupa praticamente toda a extensão do corpo do aparelho, exceção feita a um pequeno círculo no qual a câmera de selfie está situada.

Já o iPhone 13 mini traz o já tradicional entalhe na parte frontal, um nicho que abriga a câmera de selfie e outros sensores, e que acaba por roubar um pouco do espaço da tela.

Atrás, o aparelho segue o restante da linha com visual limpo, traseira em vidro e um ressalto que abriga as duas lentes da câmera e o flash.

Veredito: se por um lado a tela do Galaxy S20 FE tem um visual mais "inteiriço" do que a do iPhone 13 mini, por outro o aparelho da Apple é mais leve. A diferença de material na traseira é pouco relevante e diz mais ao gosto pessoal do consumidor. Empate, portanto.

  • Galaxy S20 FE: 6,5 polegadas (16,51 cm), Super Amoled, resolução Full HD+ (2400 x 1080 pixels), HDR10+ e 120 Hz
  • iPhone 13 mini: 5,4 polegadas (13,71 cm), Super Retina XDR Oled, resolução Full HD+ (2340 x 1080 pixels), HDR10 e 60 Hz

O Galaxy S20 FE traz uma tela de alta qualidade, especialmente pelo painel Super Amoled, que garante altos níveis de contraste e consome menos energia do que o Oled "normal". Também merece destaque a tecnologia HDR10+, que torna as cores mais realistas, e a taxa de atualização de 120 Hz, que deixa as imagens em movimento mais fluidas, algo mais notável na hora de assistir a vídeos e jogar.

Nesse ponto, o iPhone 13 mini traz soluções mais modestas. Não que a tela Oled seja ruim, mas essa tecnologia é menos avançada do que a do concorrente. O seu HDR também é mais simples, assim como a taxa de atualização de 60 Hz é inferior à do aparelho da Samsung.

Por fim, há o tamanho: a tela do Galaxy S20 FE tem 1,1 polegada a mais (2,79 cm) do que a do iPhone 13 mini, algo que tende a agradar quem assiste a vídeos no celular. Por outro lado, o tamanho mais compacto do aparelho da Apple acaba por torná-lo mais fácil de carregar no bolso.

Veredito: vitória do Galaxy S20 FE. Por mais que as dimensões menores do iPhone 13 mini possam agradar a alguns consumidores que não gostam de aparelhos "grandões", a tecnologia da Samsung é mais avançada e traz mais recursos.

  • Galaxy S20 FE: 4.500 mAh
  • iPhone 13 mini: 2.438 mAh

Aqui, o tamanho da bateria do Galaxy S20 FE se mostra consideravelmente superior à do iPhone 13 mini. Essa superioridade, no entanto, não se reflete em tempo de uso se considerarmos os números oficiais de cada fabricante.

Considerando a reprodução de conteúdo multimídia via wi-fi, a Samsung alega que o seu aparelho é capaz de ficar ligado por 15h. Já a Apple diz que o iPhone 13 mini, nas mesmas condições, aguenta até 17h.

Não sabemos exatamente os detalhes dos testes feitos por cada empresa para termos certeza de que são equivalentes. Mas o fato é que número de mAh (miliapéres-hora) não é suficiente para determinar a autonomia de um telefone: os componentes, se são mais ou menos eficientes, e até a arquitetura do sistema de gerenciamento de energia, fazem toda a diferença.

Como a Apple cuida de toda a arquitetura do iPhone, de ponta a ponta, ela é conhecida por conseguir resultados melhores de telefones com baterias menores que a de rivais do mundo Android.

Ambos os modelos são compatíveis com carregadores rápidos, capazes de preencher boa parte da bateria em poucos minutos de tomada.

Veredito: vitória do iPhone 13 mini. Mesmo com uma bateria menor e considerando dados oficiais, o aparelho da Apple se mostra mais eficiente no gerenciamento da energia disponível.

  • Galaxy S20 FE: câmera tripla traseira (principal e ultra-angular de 12 MP e teleobjetiva de 8 MP) e frontal (32 MP)
  • Phone 13 mini: câmera dupla traseira (principal e ultra-angular de 12 MP) e frontal (12 MP e sensor de profundidade e biometria)

Traseira

Um dos pontos positivos do conjunto de câmeras do Galaxy S20 FE é o zoom óptico de 3x, que permite fotografar objetos distantes com imagens mais nítidas do que aconteceria no caso do zoom digital (ou híbrido).

Já o iPhone 13 mini tem o mesmo conjunto do iPhone 13 e, historicamente, os celulares da Apple são reconhecidos pela qualidade da câmera. Merecem destaque o modo noite, que permite tirar fotos de longa exposição e alta qualidade mesmo com pouca luz; o modo "Cinema", que consegue criar um efeito de fundo borrado em vídeos.

Veredito: ambos os modelos empatam nesse quesito. Enquanto o Galaxy S20 FE se destaca pelo zoom óptico de 3x, o iPhone vai bem em fotos com pouca luz.

Frontal

A câmera de selfie do Galaxy S20 FE tem 32 MP, mas não tem recursos como foco automático e não vai tão bem em ambientes mais escuros.

Já a câmera frontal do iPhone 13 mini, mesmo com menos megapixels, gera imagens de ótima qualidade. Destaque aqui vai para o modo retrato, que oferece o mesmo nível de controle de profundidade das câmeras principais do aparelho.

Veredito: aqui, o iPhone leva a melhor pela qualidade das imagens em ambientes com pouca luz e pelo modo retrato.

  • Galaxy S20 FE: Exynos 990 (2.73 GHz, octa-core) ou Snapdragon 885 (2.84 GHz, octa-core), 6 GB ou 8 GB de memória RAM 128 GB ou 256 GB de memória interna;
  • iPhone 13 mini: A15 Bionic (3.22 GHz, hexa-core), 4 GB de memória RAM; disponível com 128 GB, 256 GB e 512 GB de armazenamento.

Por se tratar de aparelhos com plataformas e construções distintas, a melhor forma de analisar qual deles se sai melhor é via testes de benchmark.

No caso do iPhone 13 mini, por usar a mesma plataforma do iPhone 13, é seguro usar os dados do "irmão maior" como referência. No aplicativo de testes Geekbench 5, o aparelho marcou 4.718 pontos multi-core (quando todos os núcleos são estressados ao mesmo tempo).

No mesmo teste, o Galaxy S20 FE marcou apenas 2.928 pontos em multi-core. Os dados são do site Tom's Guide.

Veredito: de acordo com os testes, o desempenho do iPhone 13 mini é consideravelmente superior ao do Galaxy S20 FE.

  • Galaxy S20 FE: 128 GB: R$ 2.249,10 (no varejo)
  • iPhone 13 mini: 128 GB: R$ 6.599 (preço oficial)

Tendo apenas o preço como base, há pouco o que se discutir: com o valor cobrado pelo iPhone 13 mini é possível comprar quase três unidades do Galaxy S20 FE.

Um dos poucos argumentos pró-iPhone nesse quesito é que, se decidir investir a alta soma pedida pelo aparelho, você leva para casa um telefone mais potente e moderno —quase um ano de mercado separa ele do Galaxy S20 FE.

Veredito: De qualquer forma, considerando o uso normal, o Galaxy S20 FE se sai bem nas principais funções e tende a suprir perfeitamente as necessidades de quem procura um aparelho com maior poder de fogo, e que não está disposto a abrir tanto a carteira.

O UOL pode receber uma parcela das vendas pelos links recomendados neste conteúdo. Preços e ofertas da loja não influenciam os critérios de escolha editorial.