PUBLICIDADE
Topo

Polícia dos EUA usa app Find My do iOS 'acidentalmente' e acha suspeito

A polícia do Colorado usou o aplicativo iOS Find My para localizar suspeito que fugiu ao ser abordado  - Reprodução/Twitter
A polícia do Colorado usou o aplicativo iOS Find My para localizar suspeito que fugiu ao ser abordado Imagem: Reprodução/Twitter

Colaboração para o UOL, em Santos

30/08/2021 10h44Atualizada em 30/08/2021 10h44

Policiais do Colorado, nos EUA, rastrearam e prenderam um homem usando o aplicativo para iOS Find My, da Apple, depois que um policial derrubou "acidentalmente" o seu telefone na carroceria do caminhão do suspeito antes que ele fugisse.

Em um comunicado à imprensa, o gabinete do xerife do Condado de Weld informou que o agente Travis Peck deteve Steven Sandoval, de 51 anos, por volta da 1h15 de ontem. O homem era procurado por não comparecer ao tribunal e fugir para evitar o processo.

Ao tentar persuadir Sandoval a sair do carro, de acordo com o comunicado, Peck deixou o telefone na grade da carroceria para pegar as algemas, com o objetivo de prender o homem. O telefone, porém, supostamente caiu dentro da carroceria do veículo quando Sandoval fugiu, saindo em disparada.

"Pouco tempo depois", diz o comunicado, "o policial percebeu que estava sem o telefone. Por se tratar de propriedade da polícia, o agente considerou importante localizar o telefone o mais rápido possível. Ele usou seu celular pessoal para ligar para outro agente, para que ele o encontrasse usando o aplicativo Find My iPhone".

Quarta Emenda

A polícia conseguiu prender Sandoval depois de rastreá-lo por cerca de uma hora. Embora a história tenha tido um final feliz para a polícia, ela levantou preocupações relacionadas às proteções contra buscas ilegais garantidas pela Quarta Emenda da Constituição norte-americana.

Isso porque a polícia não pode usar GPS para rastrear uma pessoa, mas o policial Peck garante que o fato de seu telefone ter caído no caminhão do suspeito foi um acidente.

Orin Kerr, professor de direito da Universidade da Califórnia, disse ao Gizmodo que, se o telefone foi realmente deixado no caminhão "acidentalmente", a coincidência pode proteger os agentes de um desafio da Quarta Emenda.

"Se os fatos forem como declarados, duvido que tenha havido uma violação constitucional", escreveu Kerr. "Em primeiro lugar, se aceitarmos como verdade que o telefone caiu acidentalmente no carro, a queda não seria uma violação da Quarta Emenda porque não havia intenção de obter informações."