PUBLICIDADE
Topo

Como os filtros de água funcionam? Tem até carvão como ajudante

Rodrigo Lara

Colaboração para Tilt

10/09/2020 04h00

É bem provável que você tenha na sua cozinha um filtro de água. Ao contrário do que ocorre em várias partes do mundo, no Brasil é comum usar esse tipo de aparelho, que pode estar apenas ligado à rede de distribuição de água ou funcionar com eletricidade.

Em ambos os casos, a ideia é deixar a água do encanamento própria para consumo. Mas como esses aparelhos fazem isso? Ele pode usar dois métodos básicos de filtração: a física e a química —ou, ainda, uma combinação de ambas.

A Tecnologia por Trás dos filtros de água
Imagem: Arte/UOL

De maneira geral, um filtro precisa ser capaz de remover impurezas indesejadas da água, como sedimentos, gosto, odor e bactérias.

Nos mais comuns, que funcionam sem eletricidade, a água passa por um filtro de sedimentos que retém partículas da água encanada. Esse filtro pode usar materiais como quartzo e areia para essa função.

A água também atravessa uma área do elemento filtrante com carvão ativado. Trata-se de um material de carbono cheio de pequenos poros, que por sua vez retêm impurezas químicas como chumbo e compostos orgânicos.

O carvão ativado também é responsável por executar uma filtração química, já que ele reage com o cloro. Assim, elimina o odor e o gosto desse produto que normalmente está presente na água dos encanamentos. Após passar por tudo isso, a água está pronta para bebermos.

Qual é a diferença de um filtro comum para um elétrico?

Além dos elementos filtrantes usados nos aparelhos comuns, os filtros elétricos podem usar processos mais complexos para purificar a água.

Um exemplo é a osmose reversa —processo em que se faz a água passar sob pressão por uma membrana semipermeável, como se fosse uma peneira. Com isso, apenas a água atravessa esse material, enquanto resíduos sólidos inorgânicos, como íons de magnésio e de cálcio, são removidos. Essa solução é comum naquelas máquinas grandes de fazer café.

Além disso, a filtragem pode usar luz ultravioleta (UV) para eliminar quase que a totalidade de microorganismos da água e também ozônio (O3), geralmente produzido ao submeter o oxigênio (O2) à alta tensão elétrica ou radiação UV. O ozônio tem um alto poder oxidante, capaz de atacar uma ampla gama de compostos orgânicos e todos os microrganismos.

Aqueles filtros de barro "da casa da vó" funcionam?

Sim, especialmente porque, ao menos em tese, o princípio de funcionamento é o mesmo do usado nos filtros "não-elétricos": a água passa por um elemento filtrante (chamado popularmente de vela) contendo tanto materiais para filtração mecânica quanto carvão ativado.

Geralmente esses filtros têm um sistema de boia que fecha a passagem de água do reservatório superior para o inferior, a fim de evitar que ele transborde. Como o barro funciona como isolante térmico, a água no interior desses filtros acaba ficando "mais fresca" do que a temperatura do ar.

Fonte:
Baltus Bonse, professor do departamento de Engenharia de Materiais da FEI

Toda quinta, Tilt mostra que há tecnologia por trás de (quase) tudo que nos rodeia. Tem dúvida de algum objeto? Mande para a gente que vamos investigar.