PUBLICIDADE
Topo

Motoristas de apps sem renda vão entregar comida para idosos nos EUA

iStock
Imagem: iStock

Marcella Duarte

Colaboração para Tilt

25/03/2020 04h00

Motoristas dos aplicativos Uber e Lyft sem trabalho durante o estado de emergência em Nova York (EUA) serão contratados para uma nobre missão: entregar refeições para idosos que estão confinados em casa para se protegerem do coronavírus.

A Comissão de Taxi e Limousine (TLC) da cidade está oferecendo um pagamento de US$ 15 por hora, além de reembolso de combustível e pedágios. Os motoristas serão selecionados por ordem de chegada e de acordo com a demanda, que pode incluir outras corridas relacionadas ao enfrentamento da epidemia.

"O mundo está mudando a nosso redor, e muitos de vocês estão sem trabalho como resultado da pandemia de covid-19. Vocês são prioridade para a TLC e reconhecemos que estão entre os mais afetados por esta crise de saúde pública", disse a comissão em um email aos motoristas.

Nova York é o mais recente epicentro do coronavírus, concentrando metade dos casos dos EUA e 7% dos casos do mundo todo. Três semanas após a primeira confirmação, mais de 25 mil pessoas já testaram positivo no estado, com 210 mortes, a maioria delas na região metropolitana. Só na cidade de Nova York são 15 mil casos.

Colapso do transporte compartilhado

A Uber estima uma queda de 60 a 70% nos serviços nas maiores cidades norte-americanas, como Nova York, Seattle, San Francisco e Los Angeles. Em São Paulo e no Rio de Janeiro, também deve-se registrar estes números a partir desta semana, quando começaram as restrições mais rígidas de circulação. A modalidade UberPool, por questões de higiene, foi suspensa no mundo todo.

No Brasil, a empresa está oferecendo ajuda financeira aos motoristas contaminados ou com suspeita, que precisaram parar de trabalhar. O pagamento irá levar em consideração a média de rendimentos diários dos últimos seis meses do motorista.

SIGA TILT NAS REDES SOCIAIS