PUBLICIDADE
Topo

Qual é a velocidade da Terra? É tanto número que um velocímetro iria pirar

Imagem da Terra feita pela sonda Messenger - Nasa /Johns Hopkins University Applied Physics Laboratory/Carnegie Institution of Washington
Imagem da Terra feita pela sonda Messenger Imagem: Nasa /Johns Hopkins University Applied Physics Laboratory/Carnegie Institution of Washington
Tiago Jokura

Tiago Jokura é jornalista e, portanto, curioso profissional. Passou os últimos 15 anos respondendo as dúvidas mais complexas e inusitadas dos leitores na mídia impressa ? na tentativa infinita de explicar como o mundo funciona com clareza e bom humor. Agora, continua essa saga aqui no UOL. Mande sua pergunta cabeluda que ele faz questão de pentear.

20/07/2020 04h00Atualizada em 23/07/2020 16h28

Pergunta de Adilson Xavier Ribeiro - quer enviar uma pergunta também? Clique aqui

A resposta não é tão rápida quanto sua pergunta sugere, Adilson. É que a Terra tem várias velocidades. Mas também não é que o planeta dê piques e depois desacelere conosco a bordo: as velocidades são constantes, mas precisam ser medidas em relação a um ponto de referência. Estes, sim, podem variar bastante.

Se estiver pensando na velocidade de rotação da Terra, o nosso planeta leva exatas 23 horas, 56 minutos e 4,09053 segundos para completar uma volta de 40.075 km em torno de si mesmo. Isso dá mais ou menos 460 metros por segundo na linha do Equador, ou seja, 1.656 km/h. Para fins de comparação, um Boeing 787 voa a 958 km/h em velocidade de cruzeiro e os caças militares mais velozes ultrapassam os 3.000 km/h.

Quando pensamos na trajetória terrestre ao redor do Sol, a famosa translação, o velocímetro dispara. Nosso planeta leva 365 dias, seis horas, nove minutos e dez segundos para dar uma volta completa ao redor do astro-rei. Nesse período que convencionamos chamar de ano, são mais de 940 milhões de quilômetros deixados para trás.

Traduzindo, a Terra orbita o Sol a 940 milhões de km/ano, o que equivale a cerca de 30 km/s. Isso dá aproximadamente 108 mil km/h. Se a gente conseguisse viajar a essa velocidade individualmente, daríamos quase três voltas ao mundo em uma hora.

Mas não paremos por aí. Considerando que a Terra faz parte de um Sistema Solar que gira ao redor do centro da Via Láctea, a velocidade fica (ainda mais) vertiginosa e difícil de compreender: nosso sistema solar rasga o espaço orbitando o centro da nossa galáxia a estonteantes 220 quilômetros por segundo, o que é o mesmo que impressionantes 792 mil km/h. A essa velocidade, daria para chegar até a Lua em menos de meia hora.

Só que o caminho é tão longo que a Terra só completa uma órbita ao redor do centro da Via Láctea a cada 225 milhões de anos, aproximadamente. Essa medida de tempo é conhecida como ano galáctico.

Para completar a viagem, vou contar a velocidade que atingimos de carona com a Via Láctea cruzando o Universo - aparentemente na direção das constelações de Leão e de Virgem: navegamos a cerca de 630 quilômetros por segundo, que é igual a 2,2 milhões de quilômetros por hora.

Fontes: Rhett Herman, física da Universidade Radford na Virgínia (EUA), em entrevista para a Scientific American; Astronomical Society of the Pacific e Nasa

Tem alguma pergunta? Deixe nos comentários ou mande para nós pelo WhatsApp.

Errata: o texto foi atualizado
Diferentemente do informado, a distância para a Terra chegar até o centro da Via Láctea não é de 479 bilhões de quilômetros. A informação foi retirada do texto.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL.