Topo

Coluna

Pergunta pro Jokura


Media só 40 cm: qual foi o menor dinossauro já descoberto?

Getty Images/iStockphoto
Imagem: Getty Images/iStockphoto
Tiago Jokura

Tiago Jokura é jornalista e, portanto, curioso profissional. Passou os últimos 15 anos respondendo as dúvidas mais complexas e inusitadas dos leitores na mídia impressa ? na tentativa infinita de explicar como o mundo funciona com clareza e bom humor. Agora, continua essa saga aqui no UOL. Mande sua pergunta cabeluda que ele faz questão de pentear.

25/11/2019 04h00

Pergunta de Gabriel Pacheco, de Guaratinguetá (SP) - quer enviar uma pergunta também? Clique aqui.

Curto e grosso (e surpreendente): beija-flores são os menores dinos já descobertos, Gabriel.

Essa é a resposta seguindo a lógica da paleontóloga Julia Clarke, da Universidade do Estado da Carolina do Norte (EUA) e do Museu de Ciências Naturais do mesmo estado. Em entrevista ao Live Science, Clarke declara que "aves são apenas uma linhagem de dinossauros que sobreviveram até o presente". Neste caso, os menores dinos seriam mesmo os colibris.

Considerando as espécies extintas, que imagino ter sido a sua linha de raciocínio ao enviar a pergunta, temos alguns diminutos candidatos entre os ancestrais das aves. O primeiro foi descoberto por Clarke e outros colegas no sul do deserto de Gobi, na Mongólia. Com 70 cm de comprimento e cerca de 700 g, o Mahakala omnogovae foi classificado na família Dromaeosauridae, ou seja, é um primo do velociraptor.

Ainda entre os vovôs dos pássaros, variando entre 50 cm e 1 m de comprimento, está o micropaquicefalossauro (Micropachycephalosaurus hongtuyanensis), descoberto na China. Ironicamente, o "micropaqui" ostenta o nome científico mais comprido entre todas as espécies de dino, com invejáveis 37 letras.

Mas, até onde se sabe atualmente, nenhum dinossauro extinto foi menor do que o parvicursor (Parvicursor remotus). Também encontrada na Mongólia, essa espécie de dinossauro não-aviário, da família Alvarezsauridae, media menos de 40 cm do bico até a cauda e pesava cerca de 160 g. Aparentemente, a modéstia da espécie também estava nos hábitos: paleontólogos supõem que os parvicursores se alimentavam de insetos, provavelmente tendo cupins e formigas como iguarias prediletas.

Mais recentemente, em novembro de 2018, cientistas publicaram a descoberta de pegadas de dinossauro com 1 cm de comprimento na Coreia do Sul, o que sugeriria uma espécie com menos de 5 cm de altura, do tamanho de um pardal.

Contudo, os descobridores das pegadas, batizadas de Dromaeosauriformipes rarus, não sabem se o registro fóssil foi deixado por filhotes ou por adultos. Enquanto essa indefinição seguir, o maioral entre os menores segue sendo o parvicursor.

Tem alguma pergunta? Deixe nos comentários ou mande para nós pelo WhatsApp.

Pergunta pro Jokura