PUBLICIDADE

Topo

Minecraft: jovem russo é preso por tentar atacar prédio do governo no jogo

Agentes federais russos descobriram plano para explodir prédio do governo no Minecraft - Divulgação/Mojang Studios
Agentes federais russos descobriram plano para explodir prédio do governo no Minecraft Imagem: Divulgação/Mojang Studios

De START, em São Paulo

11/02/2022 13h54

Três adolescentes foram condenados pela Justiça da Rússia por planejar um ataque a um prédio do governo russo... dentro do jogo Minecraft. O julgamento, numa corte militar, foi concluído ontem (10).

Um deles, Nikita Uvarov, terá de cumprir uma sentença de cinco anos em uma colônia penal, segundo o jornal The Moscow Times.

Os outros dois, Denis Mikhailenko e Bogdan Andreyev, receberam sentenças de três e quatro anos, respectivamente, mas que serão cumpridas em liberdade condicional. Todos eles eram da cidade de Kansk, na Sibéria.

Segundo a acuasação, os garotos foram considerados culpados de "passar por treinamento com o objetivo de executar atividades terroristas".

O trio havia sido detido, originalmente, por deixar panfletos de cunho político no prédio (de verdade) da FSB, o Serviço de Segurança Federal da Rússia. O material incluía frases como "o FSB é o principal terrorista" and textos em apoio a Azat Miftakhov, um anarquista condenado a seis anos na prisão.

Ao investigar seus celulares, agentes da FSB encontraram vídeos dos adolescentes fabricando fogos de artifício e coqueteis Molotov e um plano para explodir, virtualmente, o prédio da FSB criado dentro de Minecraft.

Segundo ativistas dos direitos humanos, o trio está sendo usado como "bode expiatório" para abrir um precedente perigoso na Justiça russa: adolescentes agora podem ser alvo de forças de segurança do Estado, intimidando outros jovens que criticam ou se opõem ao governo.

Este é o segundo caso de direitos civis envolvendo games na Rússia esta semana. Ontem (10), a EA e a Maxis anunciaram que não irão comercializar um novo pacote de expansão para The Sims 4 na Rússia, por se recusarem a alterar a campanha de marketing do jogo, que mostra um casamento lésbico.

SIGA O START NAS REDES SOCIAIS

Twitter: https://twitter.com/start_uol
Instagram: https://www.instagram.com/start_uol/
Facebook: https://www.facebook.com/startuol/
TikTok: https://www.tiktok.com/@start_uol?
Twitch: https://www.twitch.tv/startuol