Topo

FIFA


"FIFA 20": 5 motivos para ficar empolgado com VOLTA FOOTBALL

Rio de Janeiro será um dos cenários no VOLTA FOOTBALL - Divulgação
Rio de Janeiro será um dos cenários no VOLTA FOOTBALL Imagem: Divulgação

Do START, em São Paulo

08/08/2019 16h27

Os órfãos de uma pelada de rua virtual ficaram empolgados com "FIFA 20" por causa do novo modo VOLTA FOOTBALL, que é praticamente um "FIFA Street" remodelado e escrito em CAPSLOCK. Nesta quinta-feira (8), a produtora Electronic Arts deu mais detalhes sobre como o VOLTA vai funcionar, e as novidades são muitas.

Separamos cinco destaques que vão fazer de VOLTA FOOTBALL quase um jogo à parte dentro de "FIFA 20". Saberemos mais quando ele for lançado em 27 de setembro para PS4, Xbox One e PC.

Simples e direto

VOLTA terá modos 3v3, 4v4 (com e sem goleiro), 5v5 e Futsal. Cada uma com suas caraterísticas. 3v3, por exemplo, é sempre sem goleiro e com gol menor, enquanto o Futsal possui algumas poucas regras e a presença de um juiz em campo, mas nada muito além disso, segundo a EA.

Em todos esses modos não há substituição, impedimento, contusões, cartões amarelos e vermelhos ou mesmo cansaço dos jogadores. Tudo para deixar as partidas mais rápidas e sem as burocracias chatas de uma partida comum de futebol, o que faz total sentido para a proposta do VOLTA.

Divulgação
Imagem: Divulgação

Além disso, será possível escolher o tamanho do campo entre pequeno, médio e grande, e se terá ou não uma muretinha nas laterais para permitir aquela tabela marota para confundir o adversário.

Por falar em bola, nos modos do VOLTA a pelota será mais pesada e fácil de manejar, tudo para facilitar aqueles dribles desconcertantes.

Um RPG de Futebol

Criar seu próprio boleiro virtual não é novidade em FIFA, mas teremos algumas novidades em VOLTA. Será possível criar jogadoras, e os times montados para o VOLTA também poderão ser mistos, com homens e mulheres em campo.

A personalização da sua craque virtual também será bastante completa, com roupas, cabelo, tatuagens e chuteiras, que serão conquistadas ao completar objetivos ou comprando com a moeda VOLTA COINS, que a EA jura de pé junto que são ganhos só por completar partidas.

A surpresa fica para os elementos de RPG. Seu jogador, ou jogadora, melhora as características quanto mais jogar, o que não é novidade. O que chama a atenção é que a EA prometeu uma árvore de habilidades bem no estilo "Mass Effect" para o avatar.

Divulgação/EA
Imagem: Divulgação/EA

Por fim, os jogadores não jogarão sozinho em um 3v3, e será necessário montar um time. Mas como? Ora, com os outros jogadores sendo recrutados de times que você derrotou, numa espécie de "Sombras de Mordor" do futebol. Esses jogadores recrutados, porém, não aumentarão de nível como seu avatar, forçando sempre a busca por jogadores com características melhores. Também há o limite de nove jogadores recrutados.

Modo história

Sem Alex Hunter para contar sua história em "FIFA 20", a EA decidiu implementar uma campanha no VOLTA STORY. O protagonista será seu avatar criado no modo. A narrativa vai falar sobre montar o time dos sonhos até chegar na VOLTA World Champioship em Buenos Aires.

Aparentemente, o VOLTA STORY servirá como uma espécie de tutorial disfarçado para as principais mecânicas do modo, como o recrutamento de jogadores e gerenciamento do time.

VOLTA ao mundo

Será um modo em que os jogadores enfrentarão times criados por outros jogadores, mas controlado pela IA, em campos espalhados pelo mundo. Tem o Brasil, claro, com um cenário no Rio de Janeiro, mas também será possível viajar para Tóquio, Amsterdã, Nova Iorque, Cidade do Cabo, Cidade do México, Roma e Paris.

eSports?

O modo online ranqueado, propriamente dito, será o VOLTA LEAGUE, com partidas PvP e um sistema de divisão como as temporadas padrão do FIFA tradicional, com promoções para divisões mais avançadas ou rebaixamentos quando você não conseguir seguir as instruções do professor - que, nesse caso, é você mesmo.

Será uma pista de que teremos torneio de eSports exclusivos do VOLTA no próximo mundial de FIFA?

FIFA