PUBLICIDADE

Topo

4K com 60 FPS é real! Nvidia anuncia nova linha de placas de vídeo

Divulgação
Imagem: Divulgação

Do GameHall

20/08/2018 18h38

A Nvidia realizou nesta segunda-feira (20) a sua apresentação pré-Gamescom, na Alemanha, que foi totalmente focada no lançamento da nova linha de placas de vídeo dedicadas aos jogos. Ao contrário do que muitos imaginavam, ela terá a nomenclatura de RTX e não mais GTX, como acontecia nas últimas versões. Outra confirmação é que a linha será numerada como 20XX e não 11XX, como também se especulava.

A primeira parte da apresentação foi dedicada a explicar como funciona a nova arquitetura que vai compor o chip das placas, chamada de Turing. Os novos chips gráficos priorizam a renderização via Ray Tracing, que garante diversas melhorias principalmente no sistema de iluminação da cena, garantindo que refrações e sombras sejam representadas fielmente em tempo real sem o uso excessivo de focos artificiais de luz.

VEJA TAMBÉM

Para você entender, na forma atual de renderização, os cálculos dos raios de luz partem dos objetos e não da câmera que simula o seu olho, já com o ray tracing a simulação é feita a partir da câmera do jogo, o que diminui a quantidade de cálculos que são desperdiçados nos pontos onde você não está olhando no momento, conseguindo assim uma maior quantidade de detalhes a um custo menor.

Arquitetura Turing da 2080ti com 18.4 bilhões de transistores - Reprodução
Arquitetura Turing da 2080ti com 18.4 bilhões de transistores
Imagem: Reprodução

Essa tecnologia de renderização já foi imaginada ainda no final dos anos 70, mas só agora, com um novo algoritmo da Nvidia, pode ser colocada em prática em conjunto com a rasterização, que é a técnica já usada. Foram quase 10 anos de desenvolvimento da arquitetura Turing e ela representa mais 10 anos de avanço e salto em relação à última geração segundo foi dito na apresentação.

O pipeline de renderização da nova arquitetura - Reprodução
O pipeline de renderização da nova arquitetura
Imagem: Reprodução

Em arquiteturas anteriores, renderizar cenas com o nível de fidelidade que o RTX propõe era bastante custoso. Em sua apresentação de março, a Nvidia mostrou uma demo com o tema de “Star Wars” que utilizava esse grau de realismo para luzes e que para rodar com qualidade estável de quadros necessitou de 4 placas de vídeo Tesla V100, que são utilizadas nos computadores mais potentes do planeta. Com apenas uma nova RTX 2080Ti, o resultado foi incrivelmente próximo, mostrando o tamanho do salto que daremos nessa próxima geração.

Para deixar a plateia com ainda mais vontade, uma demo foi exibida mostrando o que a tecnologia é capaz de fazer em 4K nativos, garantindo sólidos 60 quadros por segundo durante quase toda a apresentação. Não satisfeitos, uma outra demo foi ao ar para mostrar como funciona as novas tecnologias de iluminação e os resultados foram incríveis, com reflexos do modelo do astronauta nas paredes que por sua vez refletiam para as máquinas, tudo parecendo extremamente real e o melhor, com sólidos 60 quadros por segundo.

Renderização com Ray Tracing, garantindo iluminação em tempo real de altíssimo nível - Reprodução
Renderização com Ray Tracing, garantindo iluminação em tempo real de altíssimo nível
Imagem: Reprodução

Jogos que serão lançados ainda esse ano, como “Shadow of The Tomb Raider”, “Battlefield V” e jogos do início do ano que vem como “Metro Exodus”, já usarão a nova tecnologia dessa arquitetura e foram mostrados os resultados ao vivo. Foi incrível ver por exemplo a reflexão nos vidros que acompanhavam os acontecimentos em tempo real na cena de “Battlefield V”.

Outro detalhe impressionante foi nas sombras de “Metro Exodus”, que deixava parte da sala realmente escura enquanto outras partes tinham níveis de luz diferentes e tudo isso mesclado de forma muito real, totalmente o oposto do que acontece quando o RTX é desligado. Jogos de terror terão outra experiência com o RTX.

Battlefield V ficou incrível com a nova tecnologia e os mapas pareciam muito mais vivos - Reprodução
Battlefield V ficou incrível com a nova tecnologia e os mapas pareciam muito mais vivos
Imagem: Reprodução

Nome da PlacaNVIDIA GeForce RTX 2070NVIDIA GeForce RTX 2080NVIDIA GeForce RTX 2080 Ti
Arquitetura da PlacaTuring GPU (TU104)Turing GPU (TU104)Turing GPU (TU102)
Processamento12nm NFF12nm NFF12nm NFF
Die SizeTBDTBD754mm2
TransistoresTBDTBD18.4 Billion
CUDA Cores2304 Cores2944 Cores4352 Cores
TMUs/ROPs144/64184/64272/88
GigaRays6 Giga Rays/s8 Giga Rays/s10 Giga Rays/s
Cache4 MB L2 Cache?4 MB L2 Cache?6 MB L2 Cache
Base Clock1410 MHz1515 MHz1350 MHz
Boost Clock1620 MHz
1710 MHz OC
1710 MHz
1800 MHz OC
1545 MHz
1635 MHz OC
ComputeTBDTBDTBD
Memory8 GB GDDR68 GB GDDR611 GB GDDR6
Memory Speed14.00 Gbps14.00 Gbps14.00 Gbps
Memory Interface256-bit256-bit352-bit
Memory Bandwidth448 GB/s448 GB/s616 GB/s
Power Connectors8 Pin8+8 Pin8+8 Pin
TDP180W215W250W
Price$499 US$699 US$999 US
Price (Founders Edition)$599 US$799 US$1,199 US

As novas placas chegam ao mercado no dia 20 de setembro e já estão em pré-venda nos Estados Unidos. O valor da RTX 2070, que segundo dito tem 5 vezes mais potência que uma Titan X, será de 499 dólares. A RTX 2080 que tem a potência de 7 Titan X custará 699 dólares. A RTX 2080Ti com seus 11 GB de banda e 10 Giga Rays, que equivalem a 10 Gtx 1080, custará caríssimos 999 dólares. Há ainda as edições de fundador, que terão o preço elevado em 200 dólares em cada uma das placas.

Start