PUBLICIDADE

Topo

Trump se reúne com executivos de "GTA" e "Doom" para discutir violência

Saul Loeb/AFP
Imagem: Saul Loeb/AFP

Do GameHall

09/03/2018 10h45

Na última quinta-feira (8), o presidente dos EUA Donald Trump teve uma reunião com membros da indústria de videogames e especialistas em violência para discutir o teor violento de videogames e seu impacto nos jovens, segundo informou a Casa Branca em comunicado oficial.

O presidente reconheceu que alguns estudos indicaram que existe uma correlação entre a violência dos games e a do mundo real. A conversa centrou-se em jogos com grande quantidades de violência, incluindo aqueles que simulam graficamente a matar.

Estiveram presentes no encontro executivos da Take-Two Interactive Software (dona da Rockstar e da 2K Games) de "Grand Theft Auto" e ZeniMax Media Inc (Bethesda e a id Software), proprietária de "Doom". Robert Trump, irmão do presidente e membro do conselho da Zenimax, também estava lá.

VEJA TAMBÉM

Além deles, estiveram presentes psicólogos, políticos e representantes de outras entidades como a ESRB, organização que faz as classificações etárias indicativas para jogos eletrônicos comercializados na América do Norte e o presidente da Entertainment Software Association (ESA), a principal representante da indústria de games nos EUA. A informação é do jornal The Washington Post.

Dias atrás, Trump declarou sua preocupação com games violentos. "Eu tenho escutado cada vez mais que o nível de violência nos videogames está moldando as mentes dos jovens", afirmou em repercussão ao tiroteio em uma escola na Flórida, onde 17 pessoas morreram em fevereiro.

O assunto causa polêmica desde a década de 90, principalmente com o lançamento de títulos como "Mortal Kombat" e "Doom".

Start