PUBLICIDADE

Topo

Cansou de "Call of Duty" e "Battlefield"? "Destiny 2" pode ser boa opção

Claudio Prandoni

Do UOL, em São Paulo

19/07/2017 04h00

Game de tiro chegará em setembro e terá beta aberto

Enquanto a disputa entre "FIFA" e "PES" divide as opiniões dos fãs de games de futebol todo ano, na área dos jogos de tiro a dúvida anual costuma recair entre "Call of Duty" e "Battlefield".

Claro que em todas as temporadas somos brindados também com outras produções no estilo, oferecendo experiências diferentes tanto nas campanhas com história e disputas online - como tão bem fizeram "Dishonored 2", "Prey" e "Titanfall 2" nos últimos meses, por exemplo -, mas os olhares acabam caindo sempre para as franquias de tiro de Activision e Electronic Arts.

Com anos de história nas costas e atualizações constantes, sejam para equilibrar partidas ou adicionar conteúdo inédito, as duas parecem incansáveis e imbatíveis. Ou nem tanto...

"Destiny 2" desponta no horizonte como uma opção diferente e polida o bastante para atrair fãs de "CoD" e "Battlefield" que estejam cansados dessas séries. Dublado e legendado em português do Brasil, o game pode ser jogado de graça nesta semana por qualquer um entre os dias 21 e 23 de julho no teste beta que acontece no PS4 e Xbox One.

Apesar de levar um proeminente '2' no título, este novo "Destiny" é a melhor oportunidade de entrar na série desde que o primeiro game foi lançado em setembro de 2014. A história é totalmente nova e sem ligações diretas essenciais com os eventos anteriores.

Tudo que você precisa saber é apresentado no game e fácil de aprender conforme se joga. Novatos e veteranos começam no mesmo patamar em relação ao que importa na história.

Além disso, e talvez até mais importante, "Destiny 2" promete refinar ao extremo a fórmula do game original, um misto de jogo de tiro e RPG online. Os mapas do jogo vão ter uma ampla variedade de missões, cada uma com recompensas diferentes - e bem definidas, nada daquelas roletas aleatórias ingratas do primeiro "Destiny".

Por fim, não é só a campanha com história: o título renova também a experiência do Crisol, o modo multiplayer PvP online da série. Em "Destiny 2", todos os modos de partida online permitem disputas apenas entre equipes de 4 integrantes cada uma, é tudo 4v4. A mudança vem para tentar deixar os embates mais equilibrados.

Embalando tudo isso temos o fantástico trabalho da Bungie nos controles. Desde a época de "Halo" a produtora é famosa por oferecer jogos de tiro confortáveis de jogar, com ritmos de partidas empolgantes, seja na campanha ou no multiplayer, e um leque variado de estratégias. Como já seria de se imaginar, "Destiny 2" evolui de forma notável os controles em relação ao game anterior.

"Destiny 2" chega em 6 de setembro em versões para PlayStation 4 e Xbox One e no dia 24 de outubro para PC. A versão básica tem preço de R$ 200 enquanto a edição de luxo custa R$ 300.