PUBLICIDADE

Topo

Após Pitty e Roger, "Battlefield 1" e "Injustice 2" não terão celebridades

"Mortal Kombat X" e "Battlefield: Hardline" tiveram famosos na dublagem e os resultados não foram dos melhores - Montagem/UOL
"Mortal Kombat X" e "Battlefield: Hardline" tiveram famosos na dublagem e os resultados não foram dos melhores Imagem: Montagem/UOL

Théo Azevedo

Do UOL, em São Paulo

12/07/2016 21h22

A Electronic Arts e a Warner Games divulgaram nesta terça-feira (12) que seus próximos lançamentos serão dublados em português. "Battlefield 1", "Titanfall 2" e até "Injustice 2", que só sai em 2017, terão vozes brasileiras. Até aí, nenhuma novidade, certo? Mas o que chama a atenção é a ausência de celebridades no elenco destes jogos.

Será que a repercussão negativa das dublagens de Pitty em "Mortal Kombat X" e Roger em "Battlefield: Hardline" afetou a escolha dos dubladores? UOL Jogos conversou com os executivos Nelson Sambrano, da Warner Games, e John Harris, da EA, sobre a questão.

Nelson garantiu que, embora o elenco de "Injustice 2" não esteja definido ainda, o game de luta dos mesmos produtores de "Mortal Kombat X" será dublado por profissionais da área. "Sabemos que não terá nenhuma celebridade, ou talento VIP, como chamamos, como tivemos em outros jogos". O executivo explica que "Injustice 2" sai só em 2017 e portanto as discussões sobre o elenco ainda estão em uma fase bastante inicial.

Para o executivo, a participação de Pitty em "Mortal Kombat X" foi boa para o produto, gerando muito barulho tanto com as opiniões positivas quanto negativas. "Isso foi bom para gerar bastante conhecimento sobre o produto, o que era um dos objetivos". Por isso, Nelson diz que a Warner não considera a escolha de Pitty para o game como "um super-erro".

Battlefield 1
Battlefield
 
 
 
1
#uolbr_tagAlbumEmbed('tagalbum','77709+AND+59652')

Todo jogador tem sua própria opinião

Para John Harris, da EA, a situação com Roger em "Battlefield: Hardline" é parecida. "Já tivemos vários talentos VIPs em nossos jogos, às vezes o público curte, às vezes não", pondera. "Não é nosso dever avaliar se o resultado foi bem ou mal". O executivo diz também que é difícil medir se a participação de Roger teve algum impacto nas vendas do game.

"Todo jogador tem sua própria opinião", diz o executivo, lembrando que em "Battlefield 4" outros atores famosos  (Dan Stulbacjh e André Ramiro) fizeram parte da dublagem e também dividiram a opinião dos fãs. "Eles foram bem recebidos, mas as opiniões não foram unânimes".

Segundo o executivo, "Battlefield 1" vai sair com dubladores profissionais. "Foi como fizemos com 'Star Wars: Battlefront'".