PUBLICIDADE

Topo

Abaixo das expectativas, "Street Fighter V" vende 1,4 milhão de cópias

Mesmo com a chegada de personagens clássicos, como Guile, "Street Fighter V" ainda não parece ser o apelo necessário para deslanchar nas vendas - Divulgação
Mesmo com a chegada de personagens clássicos, como Guile, "Street Fighter V" ainda não parece ser o apelo necessário para deslanchar nas vendas Imagem: Divulgação

Do UOL, em São Paulo

09/05/2016 12h24

Quando lançou "Street Fighter V", em fevereiro, a Capcom planejava vender 2 milhões de cópias até o final do seu ano fiscal, que terminou com a chegada do mês de abril. A expectativa, porém, não foi cumprida: em uma reunião de prestação de contas a investidores, a companhia anunciou que 1,4 milhão de cópias do game foram vendidas.

Lançado apenas para PC e PlayStation 4, o game de luta enfrentou diversos problemas em seus primeiros dias de mercado. Entre as principais reclamações dos jogadores, estavam as dificuldades com a conexão - algo fundamental para um jogo quase que totalmente voltado aos modos online -, e a ausência de soluções para evitar que jogadores saíssem da partida quando estavam perdendo.

Outro ponto que agregou críticas foram os modos para um jogador, considerados rasos. O próprio produtor do game, Yoshinori Ono, admitiu em uma entrevista recente ao site Gamespot que subestimou a popularidade de alguns modos para um jogador, como o tradicional "arcade".

"Street Fighter V" tem recebido conteúdo em uma frequência mensal. Para junho, a expectativa é que a Capcom lance um modo história mais completo.